13-maio-2015 às 17:40

    ANÁLISE POSTURAL E PREVALÊNCIA DE PROCESSOS ÁLGICOS EM ESTUDANTES DE ODONTOLOGIA

    Por definição, os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho, são um fenômeno pertinente ao trabalho, e são caracterizados pela presença de um conjunto de sintomas, concomitantes ou não, que afetam nervos, tendões, músculos e estruturas de suporte. O profissional dentista, por trabalhar muitas horas seguidas em posições desconfortáveis, geralmente apresenta dores em diversas regiões do corpo.

    (mais…)

    Deixe um comentário

      15-jan-2015 às 17:35

      PREVALÊNCIA DE ALTERAÇÕES POSTURAIS EM IDOSOS ASSISTIDOS PELO NASF

      Prevalence of postural changes at senior citizens assisted by the nasf.

       
      Carlos Eduardo Alves de Souza¹ Camila Gabriela Seródio Cândido², Ítalo Leonardo de Lima Souza Leão¹, Rayla Sandelle Souza Cruz².
       

      Na terceira idade, o organismo humano passa por diversas mudanças fisiológicas, que resultam em perdas funcionais, desta forma, observa-se uma diminuição de forças musculares e mudança do centro de gravidade, as quais irão contribuir para o mau alinhamento da coluna vertebral, e acarreta em alterações posturais na coluna vertebral.
      (mais…)

      Deixe um comentário

        15-jan-2015 às 17:19

        FISIOTERAPIA NA ESCOLA: AVALIAÇÃO POSTURAL EM CRIANÇAS DE 6 A 11 ANOS.

        PHYSICAL THERAPY AT SCHOOL: POSTURAL EVALUATION IN 6 TO 11 YEARS OLD CHILDREN.

        Gabriele Klüsener¹; Daniela Veber Gularte Porto² 

        Introdução: A idade é um fator importante na morfologia da coluna vertebral, sendo a fase escolar um período marcado por alterações repentinas e desordenadas do corpo, as quais podem facilitar o aparecimento ou acentuar os desvios na postura. Objetivos: Avaliar a postura de crianças de 6 a 11 anos de uma escola particular do município de Cachoeira do Sul- RS, identificando a prevalência das alterações que necessitam de intervenção precoce.
        (mais…)

        Deixe um comentário

          21-out-2014 às 19:08

          PREVALÊNCIA DE INCONTINÊNCIA URINÁRIA FEMININA NO BRASIL: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

          Prevalence of female urinary incontinence in Brazil: a systematic review

          Lunara Basqueroto Della Justina¹

          Contextualização: A incontinência urinária é considerada um problema de saúde comum entre as mulheres e repercute amplamente no viver feminino. Este estudo tem por objetivo identificar a prevalência de incontinência urinária em mulheres no Brasil.
          (mais…)

          Deixe um comentário

            11-mar-2011 às 11:38

            Prevalecência de Lombalgia em Socorristas de Resgate do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas

            Back Pain Prevalence Between Rescue Professionals of Alagoas
            Military Fire Department

            Ivan do Nascimento da Silva1, Carlos Silvandro Costa Vieira1, Erika Rosângela Alves Prado2, José Erickson Rodrigues3

            RESUMO

            Estudos apontam o levantamento manual de cargas e a alta frequência de repetições como fatores para o desenvolvimento de lombalgia, e como socorristas executam tais atividades, este trabalho investigou a prevalência de lombalgia em um grupo destes profi ssionais. Foi realizado um estudo do tipo
            transversal e o grupo estudado correspondeu a 60 socorristas, que responderam os questionários de Rolland Morris e uma adaptação do questionário elaborado por Herus Ponte. (mais…)

            Deixe um comentário

              27-maio-2010 às 14:39

              Prevalência dos Fatores de Risco para Incontinênia Urinária de Esforço entre as Funcionárias do Centro Universitário do Pará

              Prevalence of Risk Factors for Urinary Incontinence between the employees of the Center of the University Pará


              Fabiana Valente do Couto Sousa¹, Kerolaynne Hestefany Barbosa da Silva¹, Larissa Pompeu e Silva¹, Tereza Cristina dos Reis Ferreira², Denise da Silva Pinto³

              Resumo

              Analisar a prevalência dos fatores de risco para Incontinência Urinaria de Esforço em funcionárias do Centro universitário do Pará. Método: Estudo observacional composta por 200 funcionárias  do CESUPA, onde foram incluídas no estudo funcionárias na faixa etária de 30 a 60 anos e que estavam em seus respectivos setores. (mais…)

              Deixe um comentário