21-out-2014 às 19:08

    PREVALÊNCIA DE INCONTINÊNCIA URINÁRIA FEMININA NO BRASIL: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

    Prevalence of female urinary incontinence in Brazil: a systematic review

    Lunara Basqueroto Della Justina¹

    Contextualização: A incontinência urinária é considerada um problema de saúde comum entre as mulheres e repercute amplamente no viver feminino. Este estudo tem por objetivo identificar a prevalência de incontinência urinária em mulheres no Brasil.
    (mais…)

    Deixe um comentário

      15-jul-2014 às 12:36

      NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA EM INDIVÍDUOS PORTADORES DE HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA

      Level of physical activity in individuals bearers of systemic arterial hypertension

       

      Renato Canevari Dutra da Silva1, Adriana Vieira Macedo 2, Fernando Duarte Cabral2, Fernanda Silvana Pereira3, Aline Pereira Mandes4, Ramón Fabian Alonso Lopez5.

       

      A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é uma síndrome multifatorial, cuja prevalência no Brasil atinge de 22% a 44% da população urbana adulta. Apesar da grande nocividade dessa patologia, pode ser facilmente controlada, devido à existência de tratamentos farmacológicos com alta eficiência e poucos efeitos colaterais e medidas não farmacológicas de baixo custo e alta eficácia que podem ser realizadas isoladamente ou associadas ao tratamento.

      (mais…)

      Deixe um comentário

        16-nov-2011 às 10:06

        Incidência Geopatológica de Neoplasia no Brasil

        The Geopathological Incidence of Neoplasia in Brazil

        Ramon de Oliveira Bieco Braga1; Denecir de Almeida Dutra2; Maria Cecília Marins de Oliveira3

         

        A neoplasia é responsável por sete milhões de óbitos registrados, anualmente, em escala global. Com o salto quantitativo demográfico estima-se que, até o ano de 2020, mais de dez milhões de pessoas no mundo tenham neoplasia. O presente artigo vem apontar a dispersão geográfica e as áreas de risco para a ocorrência da neoplasia, bem como caracterizar as principais incidências de óbitos neoplásicos em território brasileiro, entre os anos 1997 e 2007, a fim de contribuir com estudos sobre a distribuição quantitativa e qualitativa da saúde demográfica.

        (mais…)

        Deixe um comentário