Você esta em:
0800 602 2828 | WhatsApp (41) 99900-5734
    19-jul-2012 às 09:05

    Variabilidade da Frequência Cardíaca em Fase Crônica de Lesão Cerebrovascular

    [addtoany]

    Heart rate variability in chronic phase of stroke

    Suenimeire Vieira1; Mônica Furquim de Campos1; Flávia Roberta Faganello Navega2; Marcelo Tavela Navega1,2; Marcos Eduardo Scheicher1,2 ; Alexandre Ricardopepe Ambrozin2;Aparecida Maria Catai3; Robison José Quitério1,2,3

    Resumo

    O Acidente Vascular Encefálico (AVE), importante causa de morbidade e mortalidade, tem sido associadoa distúrbios no controle neural do coração, que contribui para a diminuição da variabilidade da frequência cardíaca (VFC), fator prognóstico para o aparecimento de eventos cardíacos e arritmias. O objetivo do presente estudo foi investigar a modulação autonômica da frequência cardíaca de indivíduos acometidos por lesão cerebrovascular em fase crônica. Foram estudados 8 homens com idade58,62 ± 2,88  anos, 27,41 ± 5,33kg/m2 de índice de massa corporal,  acometidos por lesão cerebrovascular e que apresentavam hemiparesia como seqüela, há pelo menos seis meses. A frequência cardíaca (FC) e os intervalos R-R (iR-R) foram registrados na condição de repouso em decúbito dorsal durante 10 minutos. Foram calculados os índices geométricos derivados do plotde Poincaré: SD1 associado a atividade vagal; SD2 associado a atividade global, com predomínio simpático; e a relação de ambos (SD1/SD2). Valores dos índices geométricos na amostra estudada: SD1 = 20,54 ± 9,90ms; SD2 = 36,80 ± 30,61ms; SD1/SD2 =0,49 ± 0,04.Os valores de referência da literatura para indivíduos saudáveis são: SD1 = 19.6 ± 9.4ms e 22.8 ± 16.1ms; SD2 = 43.2 ± 17.7 ms e 56.3 ± 12.3ms;SD1/SD2 = 0.49 ± 0.21ms. Homens na fase crônica da lesão cerebrovascular não apresentam alteração na modulação autonômica da frequencia cardíaca analisada por meio de método não linear – índices geométricos de Poincaré.

    Palavras-Chave: Acidente vascular encefálico; Variabilidade da freqüência cardíaca; Hemiparesia.

    Abstract

    The stroke, cause ofmorbidity andmortality, hasbeenassociatedwith
    imbalance in the neural control oftheheart, whichcontributes to thedecrease in heart rate variability (HRV) and a prognosticfactor for cardiacevents andarrhythmias. The aimofthisstudywas to in investigatethe autonomicmodulationof heart rate ofmensufferingfromlesionsstroke in chronicphase. Eight menaged 58.62 ± 2.88 years, 27.41 ± 5.33 kg/m2of bodymass índex, withparesisfor atleastsixmonthswerestudied. Heart rate (HR) and RR intervals (iR-R) wererecordedatrest in supine position for 10 minutes. Geometric índices ofthePoincaréplotwerecalculated: SD1, associatedwith vagal activity; SD2, associatedwith global activitybutsympatheticpredominance, andtherelationshipofboth (SD1/SD2). Geometric index values in thesample: SD1 = 20,54 ± 9,90ms; SD2 = 36,80 ± 30,61ms; SD1/SD2 = 0,49 ± 0,04. The referencevalues fromliterature for healthysubjects are:  SD1 = 19.6 ± 9.4ms e 22.8 ± 16.1 ms; SD2 = 43.2 ± 17.7 ms e 56.3 ± 12.3 ms; SD1/SD2 = 0.49 ± 0.21ms. Men in chronicphaseofstrokehaven´tautonomicdysfunctionanalyzedbynonlinearmethod – Poincaré geometricíndices.

    Keywords: Stroke; Heart rate variability; Paresis.

    Sobre os Autores

    Recebido: 05/2012
    Aceito: 06/2012
    Autor para correspondência:
    Robison José Quitério
    Av. HigynoMuzzi Filho, 737. Bairro: câmpus Universitário. CEP: 17.525-900 – Marília, SP. Telefone: (14) 3402-1300
    E-mail: [email protected]

    Deixe um comentário