13-maio-2010 às 21:45

    Análise do Impacto da Fisioterapia Respiratória em Pacientes Pediátricos com os Sinais Clínicos apresentados na Pneumonia

    [addtoany]

    Study of the Impacts of breathing Physicaltherapy in children Patients with Clinical Signs of Pneumonia

    Anaíres de Goes Santos¹, Manoel Luiz de Cerqueira Neto² , Aída Carla Santana de Melo Costa³

     

    Resumo

    A fisioterapia respiratória é uma modalidade terapêutica relativamente recente dentro das enfermarias pediátricas e que está em expansão graças aos seus benefícios. Sua atuação tempapel fundamental na prevenção e intervenção das complicações que ocorrem em pacientes com sinais clínicos de pneumonia, além de ser uma solução simples, acessível, de baixo custo e que não exige tecnologia nem recursos terapêuticos sofisticados para sua execução. Sendo assim, o presente estudo tem como objetivo analisar o impacto da fisioterapia respiratória em pacientes pediátricos com os sintomas da pneumonia. Para a pesquisa, foram analisados 10 pacientes na faixa etária de 0 a 12 anos, sendo 3 do sexo feminino e 7 do sexo masculino, submetidos ao tratamento fisioterapêutico por 30 minutos, 1 vez ao dia,sendo, posteriormente, encontrados dados submetidos a análise estatística. Para que as técnicas fossem aplicadas de maneira correta e eficaz, fez-se necessária uma boa avaliação do paciente, pois cada técnica tem seus objetivos, suas indicações e contra indicações e, acima de tudo, as técnicas devem ser executadas da maneira correta para que haja resultados significativos.
    O estudo foi realizado na Fundação Beneficente Hospital Cirurgia (FBHC) da cidade de Aracaju/SE, no período de março a agosto de 2008. Concluiu-se nesta pesquisa que a fisioterapia respiratória mantém a permeabilidade das vias aéreas superiores e inferiores, melhora a relação ventilação/perfusão, reduz a necessidade da utilização de terapêuticas ventilatórias agressivas e minimiza as lesões pulmonares, contribuindo para a redução do período de hospitalização e, conseqüentemente, reduzindo os custos hospitalares.

    Palavras-chave: Pneumonia; sinais clínicos, fisioterapia respiratória.

    Abstract

    The respiratory physiotherapy is a relative new therapeutic modality in pediatric infirmaries and that is expanding thanks  =to its benefits. Its performance has a fundamental role in prevention and intervention of complications that occur in patients with clinical indications of pneumonia, in addition of being a simple, accessible, low cost solution and do not require sophisticated technology nor therapeutic resources for its execution. Thus, this study aims to analyze the impact of respiratory physiotherapy in pediatric patients with symptoms of pneumonia. For the study, 10 patients were analyzed in the age group of 0 to 12 years, being 3 females and 7 males, submitted to physiotherapy treatment for 30 minutes, 1 time a day, being, lately, found data submitted to statistic analyze. For
    the techniques were applied in correct and effective way, it was necessary a good assessment of the patient, because each technique has its own goals, their indications and contraindications and, above all, the techniques must be implemented in a correct way to attain significant results. The study was conducted at Cirurgia Hospital Beneficent Foundation (FBHC) in the city of Aracaju/SE, from March to August, 2008. It was concluded in this research that respiratory physiotherapy maintains the up and low airways permeability, improves the relation between ventilation and perfusion, reduces the need for using aggressive therapeutic ventilation and minimizes lung lesions, helping to reduce the period of hospitalization and consequently reducing hospital costs.

    Key words:pneumonia; clinical signs; respiratory physiotherapy.

    Sobre os Autores

    1. Acadêmica da Pós Graduação Lato Sensu em Fisioterapia Hospitalar – Rio de Janeiro-
    RJ da INSPIRAR Centro de Estudos, Pesquisa e Extensão em Saúde;

    2. Professor da Pós Graduação Lato Sensu em Fisioterapia Hospitalar INSPIRAR Centro
    de Estudos, Pesquisa e Extensão em Saúde;

    3. Professora da Universidade Tiradentes (UNIT)-SE.

    Recebido: maio de 2009
    Aceito: maio de 2009
    Autor para correspondência:
    Email: [email protected]

    Deixe um comentário