10-abr-2018 às 10:21

    REABILITAÇÃO RESPIRATÓRIA VISANDO GANHO DA FORÇA E MELHORA DO REFLEXO DE TOSSE EM PACIENTES COM BRONQUIECTASIA

    [addtoany]

    Bronquiectasia define-se por dilatação anormal, permanente e irreversível dos brônquios e bronquíolos, que ocorre por infecções recorrentes, produção excessiva de secreção e redução da limpeza mucociliar.

    Respiratory rehabilitation for enhancing strength and improving cough reflection in patients with bronchiectasis

     

    Emerson Silva Brito1, Carlos Martins Neto1, Olga Lorena Maluf Guará Beserra2, Theila Oliveira Simas1, João Victor Mota3

    RESUMO

    Bronquiectasia define-se por dilatação anormal, permanente e irreversível dos brônquios e bronquíolos, que ocorre por infecções recorrentes, produção excessiva de secreção e redução da limpeza mucociliar. Essas alterações geram episódios frequentes de dispneia não só pelo acumulo de secreção, mas por fraqueza da musculatura respiratória. O objetivo deste estudo foi descrever os efeitos do treinamento muscular respiratório na força muscular e no reflexo de tosse em pacientes com bronquiectasia. Trata-se de uma pesquisa quantitativa, analítica e experimental, desenvolvida na Clínica-Escola Santa Edwiges APAE – CEST, com pacientes oriundos do Programa de Atendimento a Pacientes Asmáticos – PAPA. A amostra foi submetida a uma avaliação no início e término da reabilitação respiratória, realizado duas vezes por semana, com duração de 60 minutos por sessão, durante 10 dias. Além dos exercícios propostos, realizou-se treinamento muscular respiratório com Threshold IMT® com resistência de 30% da Pimáx obtida na avaliação inicial através de manovacuometria. A análise dos dados foi realizada através da estatística descritiva e analítica. O nível de significância adotado foi de p<0,05. A amostra foi composta por 5 indivíduos com faixa etária entre 18 a 68, com prevalência do sexo masculino (80%). Após protocolo e avaliação final observou-se melhora significativa no Pico de Fluxo Expiratório (p=0,04) e na Pemáx (p=0,00028). Não obteve-se melhora significativa na Pimáx. Observou-se significativo aumento da força muscular expiratória bem como a melhora da permeabilidade das vias aéreas quando comparado os valores obtidos na avaliação inicial e final, portanto o referido protocolo parece apresentar resultados satisfatórios.

    Palavras-chave: Bronquiectasia; Fisioterapia; Força Muscular Respiratória; Pico de Fluxo Expiratório

    ABSTRACT

    Bronchiectasis is defined as abnormal, permanent and irreversible dilation of the bronchi and bronchioles, which occurs due to recurrent infections, excessive production of secretion and reduction of mucociliary cleansing. These changes lead to frequent episodes of dyspnea not only due to accumulation of secretion but also due to weakness of the respiratory muscles. The aim of this study was to describe the effects of respiratory muscle training on muscle strength and cough reflex in patients with bronchiectasis. This is a quantitative, analytical and experimental research developed at the Clinic Santa Edwiges APAE – CEST with Programa de Atendimento a Pacientes Asmáticos – PAPA. The sample was submitted to an evaluation at the beginning and end of respiratory rehabilitation, performed twice a week, lasting 60 minutes per session for 10 days. In addition to the proposed exercises, we performed respiratory muscle training with IMT® Threshold with resistance of 30% of the Pimáx obtained in the initial evaluation through manovacuometry. Data analysis was performed through descriptive and analytical statistics. The level of significance was set at p<0.05. The sample consisted of 5 individuals with ages ranging from 18 to 68, with male prevalence (80%). After protocol and final evaluation, there was a significant improvement in the Expiratory Flow Peak (p=0.04) and Pemáx (p=0.00028). It was not found to be significantly better in Pimax. Significant increase in expiratory muscle strength was observed as well as the improvement of airway permeability when compared to the values ​​obtained in the initial and final evaluation, so the protocol seems to present satisfactory results.

    Keywords: Bronchiectasis; Physiotherapy; Respiratory Muscle Strength; Peak of Expiratory Flow.

    SOBRE OS AUTORES

    1. Discentes do curso de Fisioterapia da Faculdade Santa Terezinha – CEST, São Luís, Maranhão.
    2. Docente do curso de Fisioterapia da Faculdade Santa Terezinha – CEST, São Luís, Maranhão.
    3. Fisioterapeuta graduado pela Faculdade Santa Terezinha – CEST, São Luís, Maranhão.

    Autor correspondente:

    Carlos Martins Neto

    Av. Casemiro Júnior, nº 12, Anil, São Luís – MA.

    CEP: 65045-180

    Email: [email protected]

     

    Deixe um comentário