17-nov-2016 às 13:48

    RASTREAMENTO DE FRAGILIDADE EM IDOSOS NO SUL DO BRASIL: DADOS DO ESTUDO EPES

    [addtoany]

    A Síndrome da Fragilidade é uma síndrome clínica multidimensional que se sobrepõe a outras condições do envelhecimento, provoca impactos negativos na vida dos idosos e seus familiares.

    Screening Frailty in Older People in South Brazil: Data from EPES Study

    Lidiane Isabel Filippin1, Nathalia Cardoso Oliveira2, Dalvana Dutra Berwanger3, Michele Bittencourt Silveira4, Magali Pilz Monteiro da Silva5, Fernanda Miraglia6

    RESUMO

    Contextualização: A Síndrome da Fragilidade é uma síndrome clínica multidimensional que se sobrepõe a outras condições do envelhecimento, provoca impactos negativos na vida dos idosos e seus familiares. Além disso, possui elevado risco de resultados adversos para a saúde, incluindo aumento de comorbidades, institucionalizações, hospitalizações, quedas, incapacidades e mortalidade. Embora a fragilidade seja um fenômeno frequente em idosos, seu conceito permanece nebuloso, impedindo a precisa definição e diagnóstico. Objetivo: avaliar a prevalência e os fatores associados a fragilidade em idosos por meio da Escala de Fragilidade de Edmonton (EFE). Métodos: Estudo transversal, base domiciliar, realizado em residentes da cidade de Nova Santa Rita – RS. A amostra incluiu indivíduos com 60-79 anos de ambos os sexos (n = 322).. Para análise estatística foi usada medidas descritivas para as características sociodemográficas e a regressão linear de Poisson para avaliar os fatores associadas à fragilidade. Resultados: A prevalência de pré-fragilidade foi 17,7% e de fragilidade de 12,5%. Os seguintes fatores foram associados à fragilidade no modelo de regressão ajustado: baixa renda, presença de comorbidades e força de preensão manual. Conclusão: O EFE apresenta-se como ferramenta útil e de fácil aplicabilidade para a detecção precoce da fragilidade. Com a detecção precoce estratégias terapêuticas podem ser definidas para a população.

    Palavras-Chave: Atenção Primária em Saúde, Idoso Frágil, Envelhecimento.

    ABSTRACT

    Background: The frailty syndrome is a multidimensional clinical syndrome that overlaps with other aging conditions, causes negative impacts on the lives of the elderly and their families. It also has a high risk of adverse health outcomes, including increased comorbidities, institutionalization, hospitalization, falls, disability and mortality. Although the weakness is a frequent phenomenon in the elderly, its concept remains foggy, preventing the precise definition and diagnosis. Aim: To assess the prevalence and factors associated with frailty in the elderly through Fragility Edmonton Scale (EFE). Methods: Cross-sectional study, home base, residents of the town of Nova Santa Rita – RS. The sample included individuals with 60-79 years of both sexes (n = 322). All seniors signed the free and informed consent. Statistical analysis was used descriptive measures for the socio-demographic characteristics and the linear Poisson regression to assess the factors associated with frailty. Results: The elderly had a prevalence of pre-frailty was 17.7% and fragility was 12.5%. The following factors were associated with weakness in the adjusted regression model: low-income, presence of comorbidities and handgrip strength. Conclusion: EFE presents itself as a useful tool and easy to apply for early detection of the fragility. With early detection therapeutic strategies can be set for the population.

    Keywords: Primary Health Care, Frail Elderly, Aging.

    SOBRE OS AUTORES

    1. Docente do Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento Humano e do Curso de Fisioterapia do Centro Universitário La Salle – Canoas/RS, Brasil.
    2. Estudante do Curso de Fisioterapia, Centro Universitário La Salle – Canoas/RS. Bolsista Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS), Brasil.
    3. Estudante do Curso de Educação Física do Centro Universitário La Salle, Canoas/RS, Brasil.
    4. Mestre em Saúde e Desenvolvimento Humano Centro Universitário La Salle, Canoas/RS, Brasil.
    5. Docente do Curso de Fisioterapia do Centro Universitário La Salle, Canoas/RS, Brasil.
    6. Docente do Programa de Pós-graduação em Saúde e Desenvolvimento Humano e do Curso de Nutrição do Centro Universitário La Salle, Canoas/RS, Brasil.

    AUTOR CORRESPONDENTE

    Lidiane I. Filippin

    Mestrado em Saúde e Desenvolvimento Humano – Centro Universitário La Salle Avenida Victor Barreto, 2288 CEP 92010-000

    Canoas, RS, Brasil.

    Phone: +55-51- 3476.8708

    E-mail: [email protected]

    Deixe um comentário