15-fev-2018 às 09:03

    PREVALÊNCIA DE LOMBALGIA E INCAPACIDADE FUNCIONAL EM CUIDADORES DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM PARALISIA CEREBRAL

    [addtoany]

    A Paralisia Cerebral (PC) consiste em uma doença que pode provocar um comprometimento motor, no mecanismo postural e no movimento voluntário

    Prevalence of low back pain and functional inability in caregivers of children and adolescents with cerebral palsy

    Dalete Queiroz1, Cristiana Brito2, Matheus Magalhães3, Eduarda Pereira4, Thaís Peres5

    RESUMO

    A Paralisia Cerebral (PC) consiste em uma doença que pode provocar um comprometimento motor, no mecanismo postural e no movimento voluntário, causando limitações nas atividades da vida diária, transferências e locomoção. A dependência física da criança e do adolescente com PC pode influenciar a vida de seus cuidadores e familiares, visto que, o fato do cuidar, pode acarretar um desequilíbrio e dor nas estruturas que compõem a coluna vertebral, como a lombalgia. Verificar a prevalência de lombalgia e de incapacidade funcional nas atividades da vida diária em cuidadores de crianças e adolescentes com PC. Foram entrevistados 30 cuidadores familiares de crianças com PC, utilizando-se a Escala Visual Analógica (EVA) e o Índice de incapacidade de Oswestry (ODI), e para análise estatística foi utilizado o teste Qui-quadrado e exato de Fisher que analisaram a relação entre as variáveis sociobiodemográficas dos cuidadores e a presença da dor lombar. Com relação aos dados clínicos, verificou-se que 80% dos cuidadores apresentaram dor lombar, referindo em sua maioria intensidade leve (33,3%) e moderada (33,3%). Além disso, foi observado que 43,3% apresentaram incapacidade mínima, seguido com 16,7% de incapacidade moderada. Foi possível observar que a referida amostra apresentou elevada prevalência de lombalgia, em sua maioria de intensidade leve e moderada, provocando, no entanto, uma incapacidade mínima em suas atividades diárias.

    Palavras-chaves: Cuidadores; Lombalgia; Paralisia Cerebral.

    ABSTRACT

    Cerebral Palsy (CP) consists in a disease that may cause impairment, whether motor, in the postural mechanism and in the voluntary movement, causing limitations in activities of daily living, transfers and locomotion. The physical dependence of the child and the adolescent with CP can influence the life of their caregivers and relatives, since the fact of the care, might cause an imbalance and pain in the structures that make up the spine, like the low back pain. To verify the prevalence of low back pain and functional disability in the activities of daily living in caregivers of children and PC with CP. Thirty family caregivers of children with CP were interviewed using the visual analogue scale (VAS) and the Oswestry disability index (ODI), and the Chi-square and Fisher’s exact test were used for statistical analysis, which analyzed the relationship between the socio-bio-demographic variables of the caregivers and the presence of low back pain. Concerning the clinical data, it was verified that 80% of the caregivers presented low back pain, referring mostly light intensity (33.3%) and moderate intensity (33.3%). Moreover, it was observed that 43.3% had minimal disability followed by 16.7% with moderate disability. It was possible to observe that the referred sample presented a high prevalence of low back pain, mostly of mild and moderate intensity, causing, however, a minimal disability in their daily activities.

    Keywords: Caregivers; Cerebral Palsy, Low Back Pain.

    SOBRE OS AUTORES

    Dalete Queiroz1, Cristiana Brito2, Matheus Magalhães3, Eduarda Pereira4, Thaís Peres5

    Autor correspondente:

    Matheus Gustavo Silva Magalhães
    Avenida Professor Moraes Rego, 1235, Cidade Universitária, Recife, Pernambuco, Brasil.
    E-mail: [email protected]

    Deixe um comentário