Volta para o Início

Já pensou em fazer uma pós semipresencial? Agora é sua chance! 30% off

Clique aqui!

15-jul-2021 às 11:13

OS EFEITOS DA MASSOTERAPIA NA QUALIDADE MUSCULAR E MOBILIDADE LOMBAR EM ESTUDANTES DE FISIOTERAPIA

RESUMO

A coluna lombar é uma região de grande mobilidade e que sofre adaptações funcionais. A fisioterapia busca o desenvolvimento e aplicação de técnicas, que visem a saúde do indivíduo, através de diversas ferramentas dentre elas, a terapia manual a partir da massoterapia. Dessa forma, o objetivo deste estudo foi analisar os efeitos da massoterapia no quadrado lombar em estudantes de nível superior. Trata-se de um estudo quase-experimental, composto por 15 acadêmicas, entre 18 e 35 anos de idade, do curso de fisioterapia de um centro universitário localizado em Porto Alegre/RS. O estudo ocorreu durante dez encontros e as intervenções de massoterapia ocorreram duas vezes por semana, do segundo ao nono encontro por 20 minutos. Para avaliação pré e pós o período de intervenção aplicou-se uma ficha de anamnese, o questionário internacional de atividade física – IPAQ (International Physical Activity Questionnaire), goniômetria de inclinação lateral da coluna lombar, teste de Schöber e a ultrassonografia do músculo quadrado lombar. Participaram do estudo indivíduos com média de idade de 27,26 ± 5,04 anos e 80% da amostra apresentou baixo nível de atividade física. Na goniometria ativa houve uma diminuição nos valores em comparação a fase basal, porém no teste de Schöber observou-se um aumento da mobilidade lombar (p≤0,05). A qualidade muscular pela ultrassonografia mostrou um aumento da ecogenicidade agudamente (p=0,01), porém ao final da intervenção estes resultados diminuíram e não foram significativos (p=0,26). Em conclusão, a massoterapia mostrou melhorar agudamente a ecogenecidade lombar e a mobilidade na fase crônica contudo, mais estudos são necessários.

Palavras-chave: Lombar, Terapia Manual, Massagem.

 

ABSTRACT

The lumbar spine is a region of great mobility and undergoes functional adaptations. Physiotherapy seeks the development and application of techniques, aimed at the health of the individual, through several tools, among them, manual therapy based on massage therapy. Thus, the aim of this study was to analyze the effects of massage therapy on the lumbar square in higher education students. It is a quasi-experimental study, composed of 15 academics, between 18 and 35 years of age, from the physiotherapy course of a university center located in Porto Alegre / RS. The study took place during ten meetings and the massage therapy interventions took place twice a week, from the second to the ninth meeting for 20 minutes. For an evaluation before and after the intervention period, an anamnesis form was applied, the international physical activity questionnaire – IPAQ (International Physical Activity Questionnaire), goniometer of lateral inclination of the lumbar spine, Schöber test and ultrasonography of the lumbar square muscle. Participants in the study were individuals with a mean age of 27.26 ± 5.04 years and 80% of the sample had a low level of physical activity. In the active goniometry there was a decrease in the values ​​in comparison to the basal phase, however in the Schöber test an increase in the lumbar mobility was observed (p≤0.05). Muscle quality by ultrasonography showed an increase in echogenicity acutely (p = 0.01), however at the end of the intervention these results decreased and were not significant (p = 0.26). In conclusion, massage therapy has been shown to sharply improve lumbar echogenicity and mobility in the chronic phase, however, further studies are needed.

Keywords: Lumbar, Manual Therapy, Massage.

Sobre o Autor:

 

Gisele de Oliveira Ferreira¹, Thiago Rozales Ramis2, Leonardo Peterson dos Santos3, Vanessa Giendruczak da Silva1

 

1 Curso de Fisioterapia, Centro Universitário Metodista IPA, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

2 Curso de Educação Física, Centro Universitário Metodista IPA, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

3 Curso de Educação Física, Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil

Autor correspondente:

Vanessa Giendruczak da Silva.

Rua Coronel Joaquim Pedro Salgado, Nº 80. Bairro Rio Branco, Porto Alegre, RS. CEP: 90420-060. Fone: (51) 3316-1100.

E-mail: [email protected]

Deixe um comentário

Skip to content