17-jan-2018 às 15:45

    O TUBO DE ASPIRAÇÃO SUPRA CUFF É EFICAZ NA DIMINUIÇÃO DA PREVALÊNCIA DE PAV EM PACIENTES NEUROLÓGICOS?

    [addtoany]

    A pneumonia associada a ventilação mecânica é a infecção mais prevalente em pacientes internados em terapia intensiva, dentre as medidas para a prevenção destaca-se o uso do tubo de aspiração supra cuff.

    The tube orotracheal above cuff is effective in decrease of prevalence of VAP in neurological patients?

    Rafaella Rocha Figueiredo1, Sabrina Agnezini Biaggi1, Ana Karen Pinheiro Santibáñez1, Vanessa Sampaio dos Santos Milani1, Luciana Castilho de Figueiredo2, Karina Kappaz Capatti2, Desanka Dragosavac3, Carolina Kosour4, Aline Maria Heidemann2

    RESUMO

    Contextualização: A pneumonia associada a ventilação mecânica é a infecção mais prevalente em pacientes internados em terapia intensiva, dentre as medidas para a prevenção destaca-se o uso do tubo de aspiração supra cuff. Objetivo: Analisar se o uso do tubo de aspiração supra cuff causa alterações hemodinâmicas, mecânica ventilatória e marcadores de infecção pulmonar em  paciente neurológico. Métodos: Estudo clínico, prospectivo, intervencionista não randomizado, desenvolvido no período de Julho de 2014 a Dezembro de 2015 na UTI do HC da UNICAMP, em pacientes neurológicos com idade entre 18 a 75 anos e sem quadro prévio de PAV.  Os pacientes foram divididos em dois grupos: grupo convencional (tubo endotraqueal convencional) e grupo intervenção (tubo endotraqueal com aspiração supra cuff). Os dados coletados para análise foram, parâmetros ventilatórios, índice de oxigenação, dados hemodinâmicos, critérios para PAV segundo Anvisa e tempo de internação hospitalar. Resultados: Foram analisados 14 pacientes, 7 em cada grupo. A prevalência de PAV foi de 0% no grupo com TOT supra cuff e de 42,8% no grupo com TOT convencional, p=0.05. No grupo TOT supra cuff o leucograma após 48 horas de TOT foi de 11.487±1728 e no grupo TOT convecional foi de 22.300±8711,p=0.05. Não foram encontradas diferenças estatísticas para os valores de internação hospitalar e para as variáveis hemodinâmicas e de mecânica ventilatória o que demonstra ser uma técnica segura. Conclusão: O tubo de aspiração supra cuff diminui a prevalência de PAV e não causa alterações hemodinâmicas no paciente neurológico o que demonstra ser uma técnica segura para ser utilizada nessa população. Além disso o uso desse dispositivo não mostrou alterações na mecânica ventilatória.

    Palavras-Chave: Unidade de Terapia Intensiva, hemodinâmica, Pneumonia Associada a Ventilação Mecânica.

    ABSTRACT

    Background: Pneumonia associated with mechanical ventilation and more prevalent infection in hospitalized patients in intensive care, among such measures  prevention noteworthy is the use of the aspiration tube above the cuff. Objective: To analyze the use of tube orotracheal above cuff cause hemodynamic changes, mechanical ventilation and lung infection markers in neurological patient. Methods: Clinical, prospective, interventional non-randomized study, carried out from July 2014 to December 2015 in the HC UNICAMP ICU in neurological patients aged 18-75 years and without frame VAP. Patients were divided into two groups: conventional group (conventional endotracheal tube) and intervention group (endotracheal tube cuff aspiration above). Data collected for analysis were, ventilatory parameters, oxygenation index, hemodynamic data, criteria for VAP second ANVISA and hospital stay. Results: We included 14 patients, seven in each group. The prevalence for VAP was 0% in TOT above cuff group and 42,8% in TOT conventional group, p-0.05. In TOT above cuff group the leukogram after 48 hours of TOT was 11487±1728 and TOT conventional group was 22300±8711, p=0.05. We were not statistical differences for hospital internment and for hemodynamic value and ventilatory mechanics that is safe technique. Conclusion: The tube orotracheal above cuff decrease of prevalence VAP and does not cause hemodynamic changes in the neurological patient what proves to be a safe technique for use in this population. In addition the use of this device showed no changes in ventilatory mechanics and pulmonary infection markers.

    Keywords: Intensive Care Unit, hemodynamics, Pneumonia Ventilator-associated

    SOBRE OS AUTORES

    Rafaella Rocha Figueiredo1, Sabrina Agnezini Biaggi1, Ana Karen Pinheiro Santibáñez1, Vanessa Sampaio dos Santos Milani1, Luciana Castilho de Figueiredo2, Karina Kappaz Capatti2, Desanka Dragosavac3, Carolina Kosour4, Aline Maria Heidemann2

    Autor correspondente:

    Aline Maria Heidemann
    Serviço de Fisioterapia em UTI Adultos – HC Unicamp
    Rua: Vital Brasil, 251 – Cidade Universitária- Campinas, SP
    CEP: 13083-888
    email: [email protected]

     

    Deixe um comentário