19-jul-2012 às 09:18

    O Estilo de Vida e as Ações Educativas em Saúde em Idosos Hipertensos do Centro de Extensão em Atenção à Terceira Idade da Cidade de Pelotas/Rs

    [addtoany]

    Thelifestyle andeducational activitiesin healthin elderly hypertensive patientsof the Center forExtendedCarefor Elderlyinthe city of Pelotas/RS

    Caroline Viaceli1, Paola Oliveira Medeiros1, Fernando Vinholes Siqueira2, Estefânia Moraes1

    Resumo

    Foi realizado um estudo de intervenção com um grupo de indivíduos hipertensos, com faixa etária de 60 anos ou mais, frequentadores do Centro de Extensão em Atenção à Terceira Idade da cidade de Pelotas/RS; com o objetivo de avaliar a influência das ações educativas em saúde em relação ao estilo de vida. As intervenções foram realizadas no período de oito semanas, através de oito encontros com duração aproximada de 1 hora, e uma vez por semana. Os dados foram coletados através do questionário Perfil do Estilo de Vida Individual(PEVI) e por meio de questionário elaborado pelas pesquisadoras para as variáveis socioeconômicas, demográficas, comportamentais e de saúde. Os instrumentos foram aplicados em três períodos, ou seja, no pré-intervenção, no quarto encontro e pós-intervenção. Os resultados mostram melhora significativa em quatro das cinco dimensões do estilo de vida (alimentação, atividade física, controle do stress, relacionamento social e comportamento preventivo), considerando que o comportamento preventivo manteve-se favorável desde o início até o fim do estudo, e, na percepção de saúde também houve melhora. O estudo revela maior prevalência de mulheres, de cor branca, com ensino fundamental incompleto, com renda entre 1 a 3 salários mínimos e com sobrepeso. Diante dos resultados conclui-se que as ações educativas realizadas em grupos modificam de forma positiva o estilo de vida de idosos hipertensos, formando uma visão crítica com os cuidados em relação à saúde aumentando a perspectiva e promoção da qualidade de vida.

    Palavra-chave: educação em saúde, idoso, hipertensão arterial.

    Abstract

    We conducted a study of intervention with a group aged 60 years or more, how to evaluate the influence of health education actions in relation to the lifestyle of hypertensive elderly frequenters of the CETRES of Pelotas / RS. The interventions were carried out from March 15 to May 3, 2011, through eight meetings lasting approximately one hour, and once a week. Data were collected through the questionnaire Lifestyle Profile Individual and through a questionnaire developed by the researchers to control variables of confusion. The instruments were administered in three periods, ie pre-intervention, the fourth meeting and post-intervention. The results show higher prevalence of women, white, with incomplete primary education, with incomes between one to three minimum wages and overweight. Significant improvement in four of the five dimensions of lifestyle, considering that one of the dimensions remained favorable since the beginning to the end of the study, and in the perception of health. Thus, the study found that education  is conducted in groups positively change the lifestyle of elderly hypertensive patients, forming a critical view with regard to health care raising the prospect of promotion of quality of life.

    Keyword: health education, elderly, hypertension.

    Sobre os Autores

    Recebido: 04/2012
    Aceito: 06/2012
    Autor para correspondência:
    Caroline Viaceli
    Rua: Castro Alves 621 APTO: 601 Bairro: Água Verde CEP: 80240270 – Curitiba -PR
    E-mail: [email protected]

    Deixe um comentário