Você esta em:
0800 602 2828 | WhatsApp (41) 99900-5734
    15-fev-2018 às 08:34

    NEUROINTENSIVISMO NA SÍNDROME DO DESCONFORTO RESPIRATÓRIO AGUDO (SDRA): A PRESSÃO EXPIRATÓRIA POSITIVA FINAL (PEEP) COMPROMETE A PRESSÃO DE PERFUSÃO CEREBRAL (PPC)?

    [addtoany]

    A pressão de perfusão cerebral (PPC) deve ser monitorada continuamente em pacientes neurocríticos

    Neurointensivism in acute respiratory distress syndrome (ARDS): the positive end-expiratory pressure (PEEP) compromises the cerebral perfusion pressure (CPP)?

    Luan Nascimento da Silva 1, Rafaella Lima Oliveira 2, Jefferson Carlos Araújo Silva 3, Emmanuel Thallyson Sousa Magalhães 4, Paloma Sousa Nogueira 5, Mara Dayanne Alves Ribeiro 6

    RESUMO

    Introdução: A pressão de perfusão cerebral (PPC) deve ser monitorada continuamente em pacientes neurocríticos, pois repercussões nesta variável clínica pode piorar consideravelmente o prognóstico do paciente. Na síndrome de desconforto respiratório agudo (SDRA) há a necessidade de pressão expiratória positiva final (PEEP) ideal para manter a oxigenação adequada. Entretanto, o aumento da pressão intratorácica, em algumas condições, está associado à elevação da Pressão Intracraniana (PIC) e redução do Fluxo Sanguíneo Cerebral (FSC). Objetivo: Verificar influência da PEEP na PPC em pacientes neurocríticos com SDRA. Metodologia: Trata-se de uma revisão sistemática, que utilizou os descritores: “cerebral perfusion pressure”, “positive end-expiratory pressure”, “acute respiratory distress syndrome”, e seus respectivos em português delimitado ao período de 2007-2017. Resultados: Pacientes com lesão cerebral e SDRA tem maior risco de desenvolverem lesão cerebral secundária por hipoxemia. Verificou-se que a manobra de recrutamento alveolar é uma estratégia comumente utilizada. O uso da PEEP até 15 cm H2O não causa repercussões importantes na PIC e PPC. Conclusão: O uso da PEEP deve ser incentivado em paciente neurocríticos com SDRA objetivando a correção da hipoxemia e uma melhor oxigenação cerebral, todavia a hemodinâmica e o metabolismo cerebral devem ser monitorados.

    Palavras-chave: Lesões encefálicas, Respiração com Pressão Positiva, Síndrome do Desconforto Respiratório do Adulto.

    ABSTRACT

    The cerebral perfusion pressure (CPP) should be monitored continuously in neurocritical patients. Because repercussions in this clinical variable can worsen quite the patient’s prognosis. In acute respiratory distress syndrome (ARDS) there are necessity of positive end-expiratory pressure (PEEP) ideal for maintaining adequate oxygenation. However, the increase intrathoracic pressure in some cases is associated with increased intracranial pressure (ICP) and reduced cerebral blood flow. The purpose of article was ascertain the influence of PEEP in CPP in neurocritical patients with ARDS. The research is a narrative review, that used descriptors: “cerebral perfusion pressure”, “positive end-expiratory pressure”, “intracranial pressure”, “acute respiratory distress syndrome”, and their respective in Portuguese, in isolation and intersection way, delimited to period 2007-2017. Patients with brain injury and ARDS are at increased risk of developing secondary brain injury due to hypoxemia. It has been found that the alveolar recruitment maneuver is a commonly used strategy. The use of PEEP up to 15 cm H2O does not cause significant repercussions on ICP and CPP. We concluded that the use of PEEP should be encouraged in neurocritical patients with ARDS in order to correct hypoxemia and better cerebral oxygenation, but hemodynamics and cerebral metabolism should be monitored.

    Key-words: Brain Injuries, Positive-Pressure Respiration, Respiratory Distress Syndrome, Adult.

    SOBRE OS AUTORES

    Luan Nascimento da Silva 1, Rafaella Lima Oliveira 2, Jefferson Carlos Araújo Silva 3, Emmanuel Thallyson Sousa Magalhães 4, Paloma Sousa Nogueira 5, Mara Dayanne Alves Ribeiro 6

    Autor correspondente:

    Luan Nascimento da Silva
    Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE-UFPel)
    Rua Professor Araújo, 538 – Centro, Pelotas – RS, CEP 96020-360
    E-mail: [email protected]

     

    Deixe um comentário