Você esta em:
0800 602 2828 | WhatsApp (41) 99900-5734
    11-mar-2011 às 11:06

    Investigação de queixa dolorosa em Grupos de Funcionárias de uma Instituição de Ensino Superior

    [addtoany]

    Pain’s Complaints Investigation in Employee Group of Higher Education Institution

    Andréia Dias1, Lucas Lima Ferreira2

    RESUMO

    As doenças ocupacionais (DORT) constituem grande problema de Saúde Pública em muitos países industrializados, sendo caracterizadas pela ocorrência de vários sintomas concomitantes ou não, entre eles, dor. No Brasil, essas doenças totalizam aproximadamente 50% dos benefícios concedidos junto a Previdência Social. Neste estudo objetivou-se verifi car se existiam queixas de dor em funcionárias (administrativas, auxiliares de limpeza e docentes) de uma instituição de ensino superior e, na existência de dor, estabelecer os segmentos corporais mais acometidos em cada classe profi ssional avaliada.
    Tratou-se de pesquisa de campo, cujo grupo estudado foi composto de trinta funcionárias, aleatoriamente escolhidas. Foram definidos três grupos de classes profi ssionais, sendo cada grupo composto por dez funcionárias. A coleta de dados foi feita por meio de questionário e a análise dos dados foi de cunho
    quantitativo. Como resultado, verifi cou-se presença de dor em todos os grupos profi ssionais avaliados, sendo que o segmento mais acometido por dor foi cabeça (19,7%), seguido por coluna cervical (18%) e coluna lombar (16,4%). Concluiu-se que existem na instituição avaliada profi ssionais que apresentam ou
    apresentaram dor, em algum momento durante realização de sua atividade profi ssional, sugerindo a necessidade de implantação de medidas preventivas focadas na manutenção da saúde e da capacidade laborativa dessas profissionais.

    Palavras-chave: Saúde do trabalhador, Dor, Doenças da Coluna Vertebral.

    ABSTRACT

    Occupational Diseases Work Related (DORT) are big Public Health problem in many industrialized countries, and are caracterized by occurrence of several concomitant symptoms or not, including pain. In Brazil, these diseases account for approximately 50% of benefi ts conceded by Social Security.
    In this study we wanted to verify if there were complaints of pain in employees (administrative, cleaning staff and teachers) of a higher education institution and, in presence of pain, to establish wich body segments were the most affected ones in each professional studied classes. We studied 30 employees,
    randomly chosen. We was defi ned three groups of professionals classes, and each group was composed by ten employees. The data was registered by a individual questionnaire applied and the analysis was qauntitative. The results showed pain presence in all studied groups, and pain in head was the body segment more related (19,7%), followed by cervical spine (18%) and lumbar spine (16,4%). We concluded that in analyzed instituition there
    is or were employees who related pain in any moment, present or past, during their professional activities execution, what suggest need of preventives measures accordingly focused on health and loaboral capacity management of these employees.

    Key words: Occupational Health, Pain, Spinal Diseases.

    Sobre o Autor

    1. Fisioterapeuta Mestre em Saúde Coletiva pela UNESP-Botucatu, docente da Fundação Educacional de Fernandópolis – FEF
    1. Farmacêutica Homeopata e Mestranda em Farmácia; Professora da Universidade Nove de Julho.

    Recebido: 07/03/2010
    Aceito: 12/01/2011

    Deixe um comentário