22-nov-2012 às 08:19

    FUNÇÃO PULMONAR E ANÁLISE POSTURAL DE PACIENTES ASMÁTICOS ATENDIDOS NA CLÍNICAESCOLA DE FISIOTERAPIA DO UNIFESO

    [addtoany]

    Pulmonary function and postural analysis of asthmatic patients treated in UNIFESO Clinical School of Physical Therapy

    Natasha Cantarini Furtado¹, Djenni Mary Leal da Silva³, Gloria Maria Moraes Vianna² ,Alba Barros Souza Fernandes³

    A asma caracteriza-se por limitação ao fluxo aéreo e hiperresponsividade brônquica, assimetria torácica, afetando a qualidade de vida.

    RESUMO

    O objetivo foi avaliar a relação entre função pulmonar, alterações posturais e aspectos psicossociais em asmáticos. 24 indivíduos, alocados nos Grupos Asmático (GA) e Controle (GC), foram submetidos a questionários para avaliação da qualidade de vida (QV), depressão e ansiedade. Foram analisadas força dos músculos respiratórios, pico de fluxo expiratório, dispnéia e Índice de Massa Corporal. A análise postural foi realizada através da fotogrametria computadorizada. Ao comparar o valor de pico de fluxo expiratório (PFE) alcançado com o valor predito (% PFE), observa-se que, no GA, esse valor foi 21,6% menor que no GC (p=0,012). Houve correlação entre: Pressão inspiratória máxima (Pimáx) x depressão (r=-0,646; p=0,0234); Pimáx x ansiedade (r=-0,778; p=0,00288); Pimáx x QV Global (r=0,677; p=0,0155); Pimáx x QV Limitação de Atividades (r=0,745; p=0,00541); Pimax x QV Função Emocional (r=0,614; p=0,0335); PFE x ansiedade (r=-0,727; p=0,00739); PFE x QV Global (r=0,624, p=0,0302); PFE x QV Limitação de Atividades (r=0,778; p=0,00287); PFE x QV Função Emocional (r=0,749; p=0,00504); Pressão expiratória máxima (Pemáx) x AP.A1 (r=-0,656; p=0,0204); PFE x AP.A3 (r=0,705; p=0,0104); PFE x AP.A4 (r=0,641; p=0,0246); PFE x PA.A3 (r=0,657; p=0,0203), PFE x PA.A4 (r=0,661; p=0,0194). As alterações da função pulmonar influenciam os aspectos psicossociais, e as alterações na biomecânica postural influenciam a função pulmonar. O tratamento fisioterapêutico deve prevenir distúrbios músculo-esqueléticos desencadeados por uma função pulmonar reduzida ou atuar preventivamente nas alterações posturais que afetam a função pulmonar.

    Palavra-chave:  Asma. Sistema respiratório. Coluna Vertebral. Fisioterapia.

    ABSTRACT

    Asthma is characterized by airflow limitation and bronchial hyperresponsiveness, thoracic asymmetry, affecting quality of life. The aim was to evaluate the relationship between lung function, postural changes and psychosocial aspects of asthma. 24 individuals, allocated in the GA and GC, responded questionnaires to assess quality of life (QL), depression, and anxiety. Were analyzed respiratory muscle strength, dyspnea and Body Mass Index. The postural analysis was performed by computerized photogrammetry. By comparing the peak flow achieved with the predicted value (%PFE), it was observed that in the GA, this value was 21,6% lower than that found in the GC. Correlation: Pimáx x depression (r=-0,646; p=0,0234); Pimáx x anxiety (r=-0,778; p=0,00288); Pimáx x QL Global (r=0,677; p=0,0155); Pimáx x QL Limitation of Activities (r=0,745; p=0,00541); Pimáx x QL Emotional Function (r=0,614; p=0,0335); PFE x anxiety (r=-0,727; p=0,00739); PFE x QL Global (r=0,624, p=0,0302); PFE x QL Limitation of Activities (r=0,778; p=0,00287); PFE x QL Emotional Function (r=0,749; p=0,00504); Pemáx x AP.A1 (r=-0,656; p=0,0204); PFE x AP.A3 (r=0,705; p=0,0104); PFE x AP.A4 (r=0,641; p=0,0246); PFE x PA.A3 (r=0,657; p=0,0203); PFE x PA.A4 (r=0,661; p=0,0194). The results show that changes in pulmonary function influence the psychosocial aspects, and changes in postural biomechanics influence pulmonary function. Further studies should be implemented, in order to direct physical therapy to prevent musculoskeletal disorders triggered by a reduced pulmonary function or even to take preventive action in relation to postural changes that could affect pulmonary function.

    Keywords: Asthma. Respiratory System. Spine. Physiotherapy.

    Recebido: 07/2012
    Aceito: 10/2012

    Sobre os Autores

    1. Fisioterapeuta, Graduada pelo UNIFESO.
    2. Estudante do Curso de Graduação em Fisioterapia do Centro Universitário Serra dos Órgãos – UNIFESO, Teresópolis, RJ, Brasil.
    3. Fisioterapeuta, Docente do Curso de Graduação em Fisioterapia do Centro Universitário Serra dos Órgãos – UNIFESO, Teresópolis, RJ, Brasil.

    Autor para correspondência:

    Profª Drª Alba Barros Souza Fernandes
    Estrada Wenceslau José de Medeiros, 1045 – Prata
    Teresópolis, RJ
    CEP: 25976-345
    Tel: (21) 2743-5311 / Fax: (21) 2743-5303
    Email: [email protected]

    Deixe um comentário