21-nov-2012 às 16:43

    FISIOTERAPIA AQUÁTICA EM PACIENTES SUBMETIDOS À CIRURGIA DE RESSECÇÃO PULMONAR- ESTUDO PILOTO

    [addtoany]

    Aquatic physical therapy in patients undergone lung resection surgery- Pilot study

    Natália Bitar da Cunha Olegario 1, Mikaelle Sindeaux Oliveira 1, Heleno Carneiro Rolim de Morais 2, Guilherme Pinheiro Ferreira da Silva 1,3, Maíra de Oliveira Viana 4, Daniela Gardano Bucharles Mont’alverne 5

    O câncer de pulmão é conceituado como uma agressão maligna ao epitélio respiratório, sendo a enfermidade que mais mata no mundo, estando entre as três com maior incidência.

    RESUMO

    O estudo teve como objetivo analisar o efeito da fisioterapia aquática em pacientes submetidos à cirurgia de ressecção pulmonar. Foi realizado um estudo intervencionista quantitativo com indivíduos submetidos à cirurgia de ressecção pulmonar por neoplasia que fizeram parte do ambulatório de reabilitação pulmonar do Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, na cidade de Fortaleza-Ceará. Os participantes foram submetidos a um protocolo de fisioterapia aquática durante 8 semanas, composto de alongamentos estáticos segmentares, marcha estacionada, marcha para frente e lateral, lenta e acelerada, com uso de luvas e obstáculos, além do relaxamento. As variáveis analisadas foram: qualidade de vida, distância percorrida no teste da caminhada de seis minutos (TC6’), função pulmonar e força da musculatura respiratória. Após 8 semanas, observou-se melhora na qualidade de vida, aumento da distância percorrida no TC6’, melhora da função pulmonar e da força muscular respiratória inspiratória (p<0,05) e expiratória. O programa de reabilitação aquática parece ser eficaz na maximização da função da musculatura respiratória, traduzindo-se por elevação percentual dos níveis de VEF1, assim como causou incremento da Pimáx e Pemáx, apresentando também uma melhora na capacidade física e qualidade de vida, contudo foi observada uma diminuição sem diferença estatisticamente significante nos valores de CVF.

    Palavra-chave:  Neoplasia pulmonar, Reabilitação, Hidroterapia.

    ABSTRACT

    Lung cancer is conceptualized as a malignant aggression to the respiratory epithelium, and the disease that kills more in the world, ranking among the top three with highest incidence. The study aimed to analyze the effect of aquatic therapy in patients undergoing pulmonary resection. It was performed an interventionist, quantitative research with patients undergone lung resection surgery discharged from the pulmonary rehabilitation program of Dr. Carlos Alberto Studart Gomes of Messejana Hospital in Fortaleza-Ceará. Participants were submitted to a protocol of aquatic physical therapy during 8 weeks, that included, static stretching segmental motion stationed, forward and lateral motion, slow and fast, with gloves and obstacles and relaxation techniques. The analysed values were: quality of life, walked distance from six-minute walk test (6MWT), pulmonary function and respiratory muscle strength. After 8 weeks, there was improvement in quality of life, increase of walked distance on 6MWT, improves lung function, inspiratory muscle strength (p <0.05) and expiratory muscle strength. The aquatic rehabilitation program appears to be effective in maximizing the function of the respiratory muscles, leading to a high percentage levels of FEV1, and caused an increase in maximal inspiratory pressure (MIP) and  maximal expiratory pressure (MEP), also showing an improvement in physical capacity and quality of life, however a decrease was observed with no statistically significant difference in the FVC.

    Keywords: Cerebral palsy, Postural adjustments, Wheelchair.

    Recebido: 09/2012
    Aceito: 10/2012

    Sobre os Autores

    1 – Fisioterapeuta formada pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR). Fortaleza- Ceará- Brasil,
    2 – Professor do curso de Fisioterapia da Universidade de Fortaleza (UNIFOR). Especialista em Educação em Saúde Pública pela UNIFOR. Fortaleza- Ceará- Brasil.
    3 – Especialista em Fisioterapia Respiratória e Cardiovascular – UNIFOR e Mestrando em Ciências Médicas pela Universidade Federal do Ceará (UFC) Fortaleza- Ceará- Brasil.
    4 – Professora do curso de Fisioterapia da Universidade de Fortaleza (UNIFOR). Mestre em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto- USP. Fortaleza- Ceará- Brasil.
    5 – Professora do curso de Fisioterapia da Universidade de Fortaleza (UNIFOR). Doutora em Pneumologia pela Universidade de São Paulo (USP). Fortaleza- Ceará- Brasil.

    Autor para correspondência:

    Natália Bitar da Cunha Olegario
    Rua Coronel Aluisio Borba, 590
    Bairro Água Fria– Fortaleza – CE
    E-mail: [email protected]

    Deixe um comentário