Você esta em:
0800 602 2828 | WhatsApp (41) 99900-5734
    10-dez-2018 às 17:27

    FADIGA MUSCULAR NO TESTE DE BIERING-SORENSEN: ACHADOS ELETROMIOGRÁFICOS NA POPULAÇÃO COM DOR LOMBAR CRÔNICA – UMA REVISÃO

    [addtoany]
    A menor resistência muscular dos eretores da espinha de pessoas com dor lombar crônica, quando comparada à população saudável, parece contribuir para a recorrência do sintoma doloroso.

    Muscle fatigue in the Biering-Sorensen test: electromyographic findings in people with chronic low back pain – review

    Ângela Morita1, Nise Marques2, Marcelo Navega3

     

    RESUMO

    A menor resistência muscular dos eretores da espinha de pessoas com dor lombar crônica, quando comparada à população saudável, parece contribuir para a recorrência do sintoma doloroso. A investigação da fadiga muscular do tronco poderia aprimorar as estratégias de reabilitação desta disfunção. O objetivo desta revisão é analisar a ocorrência da fadiga muscular, identificada por meio da eletromiografia, dos eretores da espinha de sujeitos com dor lombar crônica, quando submetidos ao teste de Biering-Sorensen. A busca foi realizada nas bases de dados Lilacs, Ibecs, Medline, Biblioteca Cochrane, Scielo e PubMed, entre estudos publicados de 1994 a 2015. Foram selecionados nove artigos, do total de 456 publicações. Os resultados apontaram que a população clínica sustenta a postura de Biering-Sorensen por menos tempo do que os saudáveis. Porém, as alterações mioelétricas somente foram identificadas no grupo com dor lombar quando cargas externas foram aplicadas contra a ação dos eretores da espinha. Sem a adição de cargas, os grupos não apresentaram diferenças eletromiográficas. A comparação de subgrupos de sujeitos com dor lombar também não revelou diferenças eletromiográficas entre eles, apesar de haver diferença no desempenho do teste Biering-Sorensen. Questões motivacionais e crenças relacionadas à atividade física parecem influenciar a execução do teste ao invés de limitações fisiológicas. Sugere-se que um subgrupo de sujeitos com dor
    lombar, composto por pacientes com incapacidade funcional severa e que sejam menos ativos por receio da dor, possa apresentar o comprometimento da resistência dos eretores da espinha. Treinos de resistência muscular localizada poderiam ser mais eficazes neste subgrupo.

    Palavras-chave: dor lombar, fadiga muscular, resistência física, eletromiografia.

     

    ABSTRACT

    The lower muscle endurance of the erector spinae in chronic low back pain subjects, when compared to healthy population, seems to contribute to the recurrence of painful symptoms. The investigation of trunk muscular fatigue could improve the rehabilitation strategies of this dysfunction. The objective of this review is to analyze the occurrence of muscle fatigue, identified through electromyography, of erector spinae of subjects with chronic low back pain, when submitted to the Biering-Sorensen test. The search was conducted in the Lilacs, IBECS, Medline, Cochrane Library, SciELO and PubMed databases, including studies published from 1994 to 2015. There were selected nine articles of the total of 456 publications. The results indicated that
    the clinical population supports the Biering-Sorensen posture for less time than the healthy groups. However, myoelectric changes were only identified in the low back pain group when external loads were applied against the action of the erector spinae. Without the addition of louds, the groups did not present electromyographic differences. The comparison of subgroups
    of low back pain subjects also did not reveal electromyographic differences between them, although there was a difference in the performance of the Biering-Sorensen test. Motivational issues and beliefs related to physical activity seem to influence the test performance rather than physiological limitations. It is suggested that a low back pain subgroup, composed of patients
    with severe functional disability and who are less active due to fear of pain, may present erector spinae resistance impairment. Localized muscle endurance training could be more effective
    in this subgroup.

    Keywords: low back pain, muscle fatigue, physical endurance, electromyography.

     

    SOBRE OS AUTORES

    1 Fisioterapeuta do Centro de Estudos da Educação e da Saúde (CEES). Faculdade de Filosofia e Ciências. UNESP – Campus de Marília. SP, Brasil.
    2 Professora do Centro de Ciências da Saúde. Universidade do Sagrado Coração. Bauru, SP, Brasil.
    3 Professor do Departamento de Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Faculdade de Filosofia e Ciências. UNESP – Campus de Marília. SP, Brasil

    Autor correspondente:

    Ângela Kazue Morita
    Av. Hygino Muzzi Filho, 737 Bairro: Mirante
    CEP: 17.525-000 – Marília, SP
    Email: [email protected]

    Deixe um comentário