Volta para o Início
    16-out-2019 às 16:05

    Episódios de queda atendidos em um hospital no extremo sul do Brasil

    Resumo

    O estudo objetiva conhecer os fatores que influenciam as quedas e suas consequências em indivíduos atendidos em um serviço de Pronto Atendimento de referência em traumatologia. Para a coleta de dados foi utilizado um instrumento com questões sobre a caracterização da amostra, histórico, características e consequências das quedas. A amostra foi constituída por 818 vítimas de queda. A maioria das vítimas era do sexo feminino destacando-se porcentagens proporcionalmente elevadas de crianças (19,6%) e de ≥ 60 anos (30,8%). As quedas mais prevalentes foram as por escorregão ou tropeção. Os locais mais frequentes foram a residência e a via pública. Contusões e fraturas foram as lesões mais frequentes. Dos participantes, 7,7% necessitaram de internação, com duração média de 6,3±4,5 dias. Seis vítimas de queda foram a óbito. Na estimativa dos custos verificou-se que os exames diagnósticos complementares e as internações representaram custos adicionais significativos ao sistema de saúde. Os resultados caracterizam as quedas como um importante problema de saúde pública que precisa ser enfrentado pelos profissionais da saúde e gestores de diferentes setores do poder público. Existe a necessidade de se pensar em ações de educação em saúde direcionadas sobretudo para deficientes físicos e idosos.

    Palavras-chave Acidentes por quedas; Hospitalização; Causas Externas

    Abstract

    This study aims to know the factors that influence falls and their consequences in individuals assisted in a EMT service in traumatology. For the data collection, an instrument was used with questions about the characterization of the sample, history, characteristics and consequences of falls. The sample consisted of 818 victims of fall. The majority of the victims were females. And, the high percentages were in the children (19.6%) and ≥ 60 years old (30.8%). The most prevalent falls were slipping or stumbling. The most frequent places were the residence and the public highway. Contusions and fractures were the most frequent injuries. Talking about participants, 7.7% required hospitalization with average duration of 6.3 ± 4.5 days. Six fall victims died. The estimated costs it was verified that the complementary diagnostic exams and hospitalizations represented significant additional costs to the health system. The results show that falls are characterized as an important public health problem that must be faced by health professionals and managers from different sectors of public power. There is a necessity to think about health education actions aimed at children and the elderly especially.

    Keywords: Accidents by falls; Hospitalization; External causes

    Sobre o Autor

    Priscila Wittemberg Azevedo¹; Marcelli Evans Telles dos Santos2; Merlyn dos Santos  Maidana1; Maria Cristina Flores Soares1

    • Universidade Federal do Rio Grande-FURG, Rio Grande -RS,Brasil.

    2- Universidade Federal do Pampa-Unipampa, Uruguaiana-RS,Brasil

     

    Autor Correspondente:

    Priscila Wittemberg Azevedo

    Endereço: Barão de Cotegipe, 359, apto 26, CEP: 96200290, Rio Grande- RS, Brasil.

    E-mail: [email protected]

     

    Deixe um comentário