16-nov-2011 às 08:47

    Efeitos de um Programa de Reabilitação Pulmonar Domiciliar na Qualidade de Vida em Pneumopatas Crônicos – Estudo Piloto

    [addtoany]

    Effects of a Home Pulmonary Rehabilitation Program in Chronic Pulmonary Patients’ Quality of Life – Pilot Survey

     
    Guilherme Pinheiro Ferreira da Silva1; Juliana Monteiro Silveira2; Rafael Barreto de Mesquita3; Natália Bitar da Cunha Olegario4; Maria Tereza Aguiar Pessoa Morano5.

     

    Este estudo tem como objetivo avaliar os efeitos de um Programa de Reabilitação Pulmonar Domiciliar (PRPD) na qualidade de vida em pneumopatas crônicos. Participaram da pesquisa seis pacientes pneumopatas crônicos que receberam alta do programa de reabilitação pulmonar doHospital Dr. Carlos Alberto Studart Gomes de Messejana, na cidade de Fortaleza-Ceará, submetidos PRPD com supervisão do fisioterapeuta durante 12 semanas, composto de alongamentos estáticos segmentares, exercícios intervalados, exercícios resistidos de membros superiores, caminhadas e relaxamento.

    RESUMO

    Este estudo tem como objetivo avaliar os efeitos de um Programa de Reabilitação Pulmonar Domiciliar (PRPD) na qualidade de vida em pneumopatas crônicos. Participaram da pesquisa seis pacientes pneumopatas crônicos que receberam alta do programa de reabilitação pulmonar doHospital Dr. Carlos Alberto Studart Gomes de Messejana, na cidade de Fortaleza-Ceará, submetidos PRPD com supervisão do fisioterapeuta durante 12 semanas, composto de alongamentos estáticos segmentares, exercícios intervalados, exercícios resistidos de membros superiores, caminhadas e relaxamento. Foi avaliada a qualidade de vida antes e após a implementação do programa por meio do questionário Short-Form-36, versão do Medical Outcomes Study (SF-36), composto de 36 itens, distribuídos em 8 domínios: capacidade funcional, aspecto físico, dor, estado geral de saúde, vitalidade, aspecto social, aspecto emocional e saúde mental. Após 12 semanas foi observado um aumento nos domínios relacionado ao componente físico: dor (8%), estado geral de saúde (6%) e manutenção da capacidade funcional (43%), porém houve redução nos domínios aspecto social (19%), aspecto emocional (26,7%), saúde mental (10,4%) e vitalidade (4%), porém sem diferença estatística significante (p>0,05). Conclui-se que o estudo piloto de um PRPD promoveu manutenção da qualidade de vida em pacientes pneumopatas crônicos, obtendo melhores pontuações nos componentes físicos como a capacidade física, dor e estado geral de saúde.

    Palavras-chave: reabilitação, qualidade de vida, pneumopatias.

    ABSTRACT

    This survey aims to evaluate the home pulmonary rehabilitation program (HPRP) effects in chronic pulmonary patients’ quality of life. Six chronic pulmonary patients discharged from the Dr. Carlos Alberto Studart Gomes of Messejana Hospital in Fortaleza – CE participated in the survey. They were submitted to a HPRP supervised by a physiotherapist during 12 weeks, composed of static muscle stretching, interval workout, upper limb resistance training, walking and relaxation techniques. The quality of life was evaluated before and after the program by a Short-Form-36 questionnaire, from Medical Outcomes Study (SF-36), made of 36 items, distributed in 8 domains: functional capacity, physical aspects, pain, health condition, vitality, social aspect, emotional aspect and mental health. It was observed, after 12 weeks of intervention, an increase of the domains related to the physical component: pain (8%), health condition (6%) and functional capacity maintenance (43%), however, there was a decrease of the social aspect (19%), emotional aspect (26,7%), mental health (10,4%) and vitality (4%) domains, but not statistically significant (p>0,05). It was concluded that the pilot survey of HPRP promotes maintenance in the quality of life of chronic pulmonary patients. Physical components as the functional capacity, pain and health condition obtained the best scores.

    Key Words: rehabilitation, quality of life, lung diseases.

    Sobre os Autores

    1. Fisioterapeuta graduado pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Fortaleza – CE -Brasil.
    2. Fisioterapeuta graduado pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Fortaleza – CE -Brasil.
    3. Fisioterapeuta graduado pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Fortaleza – CE -Brasil.
    4. Acadêmica do 8º período do curso de Fisioterapia da Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Fortaleza – CE – Brasil.
    5. Professora do curso de graduação em Fisioterapia da Universidade de Fortaleza (UNIFOR) e Doutoranda em Cirurgia pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza – CE – Brasil.

    Recebido: 08/2011
    Aceito: 10/2011
    Autor para correspondência: Guilherme Pinheiro Ferreira da Silva
    Email: [email protected]

    Deixe um comentário