12-abr-2019 às 16:21

    DESEMPENHO MOTOR E SENSORIAL EM PREMATUROS DE ALTO RISCO

    [addtoany]

    RESUMO

    Os primeiros anos de vida são fundamentais para o desenvolvimento infantil. O estudo visou avaliar o perfil sensorial e o desenvolvimento motor em prematuros de alto risco através do ITSP e da AIMS. A amostra foi composta por 48 lactentes prematuros que nasceram no Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP). Foram divididos em dois grupos de ambos os sexos: o grupo pré-termo com desempenho motor normal (>25%) (G1 – 24 lactentes) e o grupo pré-termo com desempenho motor suspeito e anormal (entre 25 e 5% e <5%, respectivamente) (G2-

    24 lactentes). Comparando-se os escores no ITSP constatou-se que o G2 apresentou significativamente menor pontuação do que o G1 comportamentos indicativos de baixo registro (p< 0.0001), sensibilidade sensorial (p<0.0001) e aversão sensorial (p<0.0001). O grupo G1 permaneceu menos dias na UTI e na UCI quando comparado com o G2, porém não obtiveram relevância significativa quando comparado com o ITSP e a AIMS. É importante avaliar o perfil motor e sensorial dos lactentes nascidos prematuros pois a integridade do sistema sensorial é essencial para o adequado desenvolvimento da função motora, visto que habilidades motoras são refinadas por meio das experiências sensoriais vivenciadas. Esse estudo sugere que o ITSP é uma escala útil, prática e auxilia na identificação precoce dos problemas de processamento da informação sensorial, e que, se não forem diagnosticados e tratados, podem trazer prejuízos ao longo da vida.

    Palavras-chave: Prematuro; desenvolvimento motor; limiar sensorial.

     

    ABSTRACT

    The early years of life are central to child development. The aim of the study was to evaluate sensory and motor evelopment in high-risk premature infants through ITSP and AIMS. The sample consisted of 48 premature infants who were born in the University Hospital of Western Paraná (HUOP). Divided into two groups of both sexes: the preterm group with normal motor performance (> 25%) (G1 – 24 infants) and the preterm group with suspect and abnormal motor performance (between 25 and 5% and < 5%, respectively) (G2-24 infants). Comparing ITSP scores, G2 showed significantly lower scores than G1 for low-register indicative behaviors (p <0.0001), sensory sensitivity (p <0.0001) and sensory aversion (p <0.0001). G1 remained in the ITU and ICU for less days when compared to G2, but they did not have significant relevance when compared to the ITSP and AIMS. It is important to evaluate the motor and sensory profile of preterm infants because the integrity of the sensory system is essential for the proper evelopment of motor function, since motor skills are refined through sensory experiences. This study suggests that the ITSP is a useful, practical scale and assists in the early identification of sensory information processing problems and that, if not

    diagnosed and treated, can lead to life-long impairment.

     

    Keywords: Premature, motor development, sensory threshold.

     

    SOBRE OS AUTORES

    1. Doutoranda em Enfermagem em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo – USP- Ribeirão Preto (SP), Brasil.
    2. Acadêmica de Fisioterapia na Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE- Cascavel (PR), Brasil.
    3. Docente na Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE- Cascavel (PR), Brasil.
    4. Docente pela Universidade de São Paulo – USP- Ribeirão Preto (SP), Brasil.

     

    Autor Correspondente:

    Keli Lovison

    Rua Riachuello, nº 2420 – CEP 85813-310 – Cascavel –Paraná.

    Telefone: (45) 999299935

    E-mail: [email protected]

    Deixe um comentário