Você esta em:
0800 602 2828 | WhatsApp (41) 99900-5734
    21-out-2014 às 19:56

    DECLÍNIO FUNCIONAL EM UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA (UTI)

    [addtoany]

    Functional decline in intensive care unit (ICU)

    Bruno Prata Martinez¹, Amanda Oliveira Bispo², Antônio Carlos Magalhães Duarte³, Mansueto Gomes Neto³ 

    Objetivo: Avaliar o impacto do internamento de pacientes em UTI na independência funcional da admissão até a alta da unidade. Métodos: Foi realizado um estudo prospectivo, observacional em UTI de hospital público em Salvador-BA, com pacientes adultos, de ambos os sexos admitidos na UTI com permanência mínimo de 24 horas. Foram excluídos aqueles com dificuldade de comunicação e que evoluíram a óbito.

    RESUMO

    Objetivo: Avaliar o impacto do internamento de pacientes em UTI na independência funcional da admissão até a alta da unidade. Métodos: Foi realizado um estudo prospectivo, observacional em UTI de hospital público em Salvador-BA, com pacientes adultos, de ambos os sexos admitidos na UTI com permanência mínimo de 24 horas. Foram excluídos aqueles com dificuldade de comunicação e que evoluíram a óbito. Para avaliar o declínio funcional foi utilizada a escala de Medida de independência funcional (MIF), já adaptada e validada no Brasil. Estatística descritiva e os testes t de student e Wilcoxon foram utilizados para comparação da MIF e seus domínios na admissão e alta dos pacientes. O nível de significância estabelecido foi de 5%. A análise foi realizada através do software SPSS. Resultados: Foram avaliados 54 pacientes com idade média de 57,5 ± 17,5 anos, APACHE II de 16 ± 5,5 e tempo de internação de 5,1 ± 7,2 dias. A MIF total na admissão foi de 79,5 ± 18,8 e na alta de 58,9 ± 20,0 (p <0,005), indicando declínio funcional, a maior perda foi identificada no domínio transferência e locomoção (p = 0,001). Em análise realizada dividindo os pacientes por tempo de internamento a taxa de declínio funcional foi maior no grupo com tempo de internação superior a 48 horas (p < 0,05). Conclusão: O internamento na UTI impacta negativamente na independência funcional, comprometendo principalmente os domínios de transferências e locomoção. O tempo de internação é um fator associado ao declínio.

    Palavras-chaves: Atividades de vida diária; Cuidados intensivos; Fisioterapia; Inatividade

    ABSTRACT

    Objective: Evaluate the impact of the hospitalization of intensive care unit (ICU) patients in functional independence of admission until discharge from the unit. Methods: We conducted a prospective, observational ICU of a public hospital in Salvador, Bahia, with adult patients of both sexes admitted to the ICU with a minimum stay of 24 hours. We excluded those with communication difficulties and who died. To evaluate the functional decline scale was used for functional independence measure (FIM), as adapted and validated in Brazil. Descriptive statistics and Student t tests and Wilcoxon tests were used to compare the MIF and its domains at admission and discharge of patients. The significance level was set at 5%. The analysis was performed using SPSS software. Result: We evaluated 54 patients with a mean age of 57.5 ± 17.5 years, APACHE II score of 16 ± 5.5 and length of stay of 5.1 ± 7.2 days. The total FIM at admission was 79.5 ± 18.8 and 58.9 ± 20.0 high (p <0.005), indicating functional decline, the biggest loss was identified in the domain transfer and locomotion (p = 0.001). In the analysis performed by dividing the patients length of stay the rate of functional decline was greater in the group with length of stay greater than 48 hours (p <0.05). Conclusion: The ICU stay negative impact on functional independence affecting mainly the areas of transfers and locomotion. The length of stay is a factor related to the decline.

    Key words: Activities of Daily Living; Intensive care; Physical Therapy; Inactivity

    Recebido: 12/12
    Aceito: 03/12

    Sobre o autor:

    1- Unidade de Terapia Intensiva / Hospital Santo Antônio – Obras Sociais Irmã Dulce / Salvador / Bahia / Brasil.
    2- Faculdade Social da Bahia / Salvador / Bahia / Brasil.
    3- Faculdade Inspirar / Salvador / Bahia / Brasil.
    4- Universidade Federal da Bahia / Salvador / Bahia / Brasil.

    Autor para correspondência:

    Bruno Prata Martinez,
    Rua Rodolpho Coelho Cavalcante, 162, Bairro: Armação, CEP: 41750-166, Salvador – Bahia – Brasil, Fone: (71) 9918-3776.
    E-mail: [email protected]

    Deixe um comentário