05-maio-2017 às 14:32

    CAUSAS DO INSUCESSO DO DESMAME VENTILATÓRIO EM PACIENTES QUEIMADOS COM LESÃO INALATÓRIA EM UM HOSPITAL PÚBLICO DA CIDADE DE BAURU

    [addtoany]

    O objetivo do presente estudo foi investigar as causas de insucesso do desmame ventilatório em pacientes queimados com lesão inalatória.

    Failure causes in ventilation weaning burned patients with inhalation injury in a public hospital of city Bauru

    Aline de Souza Macacaris1, Fabio da Silva Banuth2, Celio Guilherme Lombardi Daibem3

     

    RESUMO

    A lesão inalatória é a consequência do processo inflamatório das vias aéreas devido à inalação de produtos incompletos e da combustão de gases tóxicos resultando em mortalidade de 77% dos pacientes vítimas de queimaduras. A importância da intubação profilática tende a diminuir a mortalidade. O objetivo do presente estudo foi investigar as causas de insucesso do desmame ventilatório em pacientes queimados com lesão inalatória. Trata-se de estudo retrospectivo, por meio de análise de prontuários dos pacientes internados no setor de queimaduras em um hospital público da cidade de Bauru entre os anos de 2010 a 2015. Dos 142 prontuários com lesão inalatória, 58,45% eram indivíduos do sexo masculino e 41,55% do sexo feminino e a média de idade foi 45 anos. Observou-se que 76 pacientes (53,52%) evoluíram para óbito e 66 pacientes (46,47%) evoluíram para alta hospitalar. Do total de pacientes com lesão inalatória foram extubados 68, sendo que 10 (6,8%) foram reintubados. As principais causas do insucesso do desmame ventilatório nos pacientes queimados com lesão inalatória foram o aumento do trabalho respiratório (tiragem de fúrcula ou intercostais, uso da musculatura acessória e respiração paradoxal) seguido de diminuição do nível de consciência, obstrução de via aérea superior, instabilidade hemodinâmica e hipersecreção pulmonar. O prognóstico de pacientes queimados com lesão inalatória é desfavorável, devido às complicações respiratórias que aumentam a taxa de mortalidade.

    Palavra Chave: Complicações, Desmame, Queimados, Unidade de Queimados, Falha, Ventilação Mecânica.

    ABSTRACT

    Inhalation injury is the result of inflammation of the airways due to inhalation of incomplete combustion products and toxic gases resulting in mortality of 77% of patients suffering from burns. The importance of prophylactic intubation tends to decrease mortality. The objective of this study was to investigate the causes of failure to wean in burned patients with inhalation injury. Retrospective study through analysis of medical records of patients admitted to the burns sector in a public hospital in the city of Bauru in the years 2010 to 2015. Of the 142 records with inhalation, injury 58.45% were males and 41.55% female. The average age was 45 years. It was observed that of the 76 patients 53.52% died and 66 patients (46.47%) were discharged from hospital. Of all patients with inhalation injury were extubated 68 patients, 10 (6.8%) were re-intubated. The main causes of failure to wean in burn patients with inhalation injury were the increased work of breathing (drawing wishbone or intercostal, use of accessory muscles and paradoxical breathing) followed by decreased level of consciousness, upper airway obstruction, hemodynamic instability and pulmonary hypersecretion. The prognosis of burned patients with inhalation injury is bleak due to respiratory complications that increase the mortality rate.

    Keyword: Complications, Weaning, Burn, Burn Units, Failure, Respiration Artificial.

     

    SOBRE OS AUTORES

    1. Discente do Curso de Fisioterapia da Universidade Paulista (UNIP), Bauru, SP, Brasil.
    2. Prof. Esp. do Curso de Fisioterapia da Universidade Paulista (UNIP), Bauru, SP, Brasil.
    3. Prof. Ms. do Curso de Fisioterapia das Faculdades Integradas de Bauru (FIB), Bauru, SP, Brasil.

    Autor correspondente:

    Celio Guilherme Lombardi Daibem
    Rua Prof. Gerson Rodrigues, 6-45, Apto. 121
    CEP 17012-535, Bauru, SP, Brasil
    email: [email protected]

    Deixe um comentário