Você esta em:
0800 602 2828 | WhatsApp (41) 99900-5734
    13-set-2011 às 10:56

    Avaliação das Variáveis Clínicas em Recém-Nascidos Pré-Termo Submetidos à Ventilação Mecânica Pré e Pós Hiperinsuflação Manual

    [addtoany]

    Evaluation of the Clinical Variables in Preterm Newborns Submitted to Mechanical Ventilation Before and After Manual Hyperinflation

    Lucas Koop¹, Vivian da Pieve Antunes²

    As doenças do aparelho respiratório no período neonatal ainda são uma das principais causas de morbi-mortalidade dos recém nascidos pré-termo (RNPT). Tais circunstâncias ocorrem devido à imaturidade pulmonar, que gera períodos prolongados sob suporte ventilatório e/ou oxigênioterapia, tornando suscetíveis as complicações da própria ventilação mecânica, limitando o prognóstico dessas crianças.

    RESUMO

    As doenças do aparelho respiratório no período neonatal ainda são uma das principais causas de morbi-mortalidade dos recém nascidos pré-termo (RNPT). Tais circunstâncias ocorrem devido à imaturidade pulmonar, que gera períodos prolongados sob suporte ventilatório e/ou oxigênioterapia, tornando suscetíveis as complicações da própria ventilação mecânica, limitando o prognóstico dessas crianças. Dessa forma, a fisioterapia vem conquistando seu espaço dentre a equipe multiprofissional da UTINeonatal, sendo indicada para todos os problemas respiratórios causados por uma obstrução funcional das vias respiratórias, objetivando reduzir obstruções brônquicas, prevenir atelectasias e auxiliar na melhora do quadro patológico, através de diversas técnicas, como a Hiperinsuflação Manual (HM), conhecida como bagging ou bag squeezing. A manobra é frequentemente utilizada em crianças entubadas, a fim de aumentar o Pico de Fluxo Expiratório, expandir áreas colapsadas e remover secreções periféricas, atuando semelhante ao mecanismo da tosse. O presente estudo tem por objetivo demonstrar se essa técnica provoca alterações significativas nas condições hemodinâmicas e respiratórias dos RNPT, imediatamente e após aplicação da manobra. Avaliaram-se 9 RNs, no período de outubro a novembro de 2009 internados na UTINeonatal, onde foi aplicada uma ficha avaliativa contendo as variáveis FR, FC e SatO2, pré e após HM. Constatou-se que a FR e FC não diferiram significativamente pré e pós, porém a SatO2 demonstrou aumento significativo em relação ao tempo. Portanto, verificou-se que a técnica de HM é segura, não causando efeitos deletérios quando aplicada corretamente, promovendo a higiene brônquica, melhorando a ventilação pulmonar e trocas gasosas.

    Palavras-chave: Prematuridade, Neonatal, Exercícios Respiratórios, Ventilação Mecânica.

    ABSTRACT

    The respiratory diseases in the neonatal period are still one of the main causes of morbidity and mortality in preterm newborns (PN). Such circumstances are due to pulmonary immaturity, which generates prolonged periods of ventilatory support and / or oxygentherapy, becoming susceptible to complications of mechanical ventilation itself, limiting the prognosis of these children. Thus the therapy has gained its place among the multidisciplinary team of UTINeonatal, and is recommended for all respiratory problems caused by a functional obstruction of the airways, aimed at reducing bronchial obstructions, prevent atelectasis and assist in the improvement of pathological findings through various techniques such as manual hyperinflation (MH), known as bagging or squeezing bag. The maneuver is often used in children intubated in order to increase the peak expiratory flow, expand collapsed areas and remove peripheral secretions, which acts similar to the mechanism of cough. This study aims to demonstrate whether this technique causes significant changes in hemodynamic and respiratory conditions of PN, immediately and after application of the maneuver. We evaluated nine newborns in the period from October to November 2009 in UTINeonatal, where it was applied an evaluative statement containing the variables RR, HR and SatO2 before and after MH. It was found that the RR and HR did not differ significantly before and after, but SatO2 showed a significant increase over time. Therefore, it is suggested that the MH technique is safe, causing no deleterious effects when applied correctly, promoting bronchial hygiene, improving ventilation and gas exchange.

    Keywords: Prematurity, Neonatal, Breathing Exercises, Breathing Mechanics.

    Sobre os Autores

    1. Acadêmico do 8º Semestre do Curso de Fisioterapia do Centro Universitário Franciscano – UNIFRA, Santa Maria, RS – Brasil;
    2. Fisioterapeuta Graduada, Especialista em Fisioterapia Neurofuncional, Mestranda em Saúde da Criança, Professora do Curso de Fisioterapia do Centro Universitário Franciscano – UNIFRA, Santa Maria, RS – Brasil;

    Recebido: 02/2010
    Aceito: 04/2011
    Autor para correspondência: Lucas Koop
    Email: [email protected]

    Deixe um comentário