16-out-2014 às 19:56

    AVALIAÇÃO DA MARCHA, EQUILÍBRIO E QUALIDADE DE VIDA EM INDIVÍDUOS COM A DOENÇA DE PARKINSON SUBMETIDOS AO TRATAMENTO POR MEIO DA HIDROTERAPIA

    [addtoany]

    Does aquatic physical therapy  modify the parameters of movement and quality of life of subjects with Parkinson’s disease?

     

    Janaina da Silva Ortega¹; Talita Lúcio de Oliveira¹; Daniel Vicentini de Oliveira²; Márcia Regina Benedeti³; Sonia Maria Marques Gomes Bertolini4
     

    O objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos da fisioterapia aquática na marcha, no equilíbrio e na qualidade de vida de sujeitos com doença de Parkinson. A amostra foi composta por 10 sujeitos com diagnóstico clínico de DP associados à Associação Maringaense de Parkinson, com idade média de 62,1± 9,7 e que se encontravam nos estágios variando de 1 a 3 da Escala de Hoehn-Yarh. Os participantes foram submetidos a uma avaliação de equilíbrio e anormalidades da marcha por meio da Escala de Equilíbrio de Tinetti e da Escala de avaliação de Qualidade de Vida SF-36. No protocolo de intervenção foram utilizados exercícios hidrocinesioterapêuticos. Com a aplicação do teste de Tinetti pode-se verificar pela média da pontuação obtida que antes do tratamento a amostra apresentava risco moderado para queda (22,3 pontos) e após o tratamento o risco foi classificado como baixo (26 pontos).

    RESUMO

    O objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos da fisioterapia aquática na marcha, no equilíbrio e na qualidade de vida de sujeitos com doença de Parkinson. A amostra foi composta por 10 sujeitos com diagnóstico clínico de DP associados à Associação Maringaense de Parkinson, com idade média de 62,1± 9,7 e que se encontravam nos estágios variando de 1 a 3 da Escala de Hoehn-Yarh. Os participantes foram submetidos a uma avaliação de equilíbrio e anormalidades da marcha por meio da Escala de Equilíbrio de Tinetti e da Escala de avaliação de Qualidade de Vida SF-36. No protocolo de intervenção foram utilizados exercícios hidrocinesioterapêuticos. Com a aplicação do teste de Tinetti pode-se verificar pela média da pontuação obtida que antes do tratamento a amostra apresentava risco moderado para queda (22,3 pontos) e após o tratamento o risco foi classificado como baixo (26 pontos). Não foram observadas diferenças significativas na marcha (p=0,083) e no equilíbrio (p=0,109) antes e após a intervenção com a terapia aquática. Para a qualidade de vida encontrou-se melhoras significativas nos domínios aspectos físicos (p=0,015), estado geral de saúde (p=0,045) e saúde mental (p=0,034). Esta pesquisa não registrou diferenças estatisticamente significativas quanto ao equilíbrio e a marcha após a terapia aquática em pacientes com mal de Parkinson, no entanto, pode-se concluir que a intervenção fisioterapêutica na piscina exerce efeito significativo na qualidade de vida da população estudada ao melhorar os escores das dimensões aspectos físicos, estado geral de saúde e saúde mental da população estudada.

    Palavras-chave: Doença de Parkinson, hidroterapia, qualidade de vida.

    ABSTRACT

    The aim the of this study was evaluated the effects of aquatic therapy on gait, balance and life quality of patients with Parkinson’s disease. The sample consisted of 10 subjects with a clinical diagnosis of PD associated with Parkinson’s Association Maringaense with a mean age of 62.1 ± 9.7 and were in varying stages 1-3 of the Hoehn-Yarh. Participants underwent assessment of balance and gait abnormalities by Tinetti Balance Scale and the Scale for assessing quality of life SF-36. In the intervention protocol were used hydro therapeutic exercises. With the application of the Tinetti test can be verified by the average score before treatment that the sample had moderate risk for falls (22.3 points) and after treatment the risk was classified as low (26 points). There were no significant differences in gait (p = 0.083) and balance (p = 0.109) before and after intervention with aquatic therapy. For quality of life was found significant improvements in the physical domain (p = 0.015), general health (p = 0.045) and mental health (p = 0.034). This study did not record significant differences as to balance and gait after aquatic therapy in patients with Parkinson’s disease, however, it can be concluded that the physical therapy pool has a significant effect on quality of life of the population to improve the scores of physical dimensions, general health and mental health of the population.

    Key words: Parkinson’s disease, hydrotherapy, quality of life

    Sobre o autor:

    1- Fisioterapeuta; Graduada pelo Centro Universitário de Maringá (UniCesumar. Maringá, PR, Brasil.
    2- Fisioterapeuta; Mestrando em Promoção da Saúde pelo Centro Universitário de Maringá (UniCesumar). Maringá, PR, Brasil.
    3- Fisioterapeuta; Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Estadual de Maringá; Docente do Centro Universitário de Maringá (UniCesumar). Maringá, PR, Brasil.
    4- Fisioterapeuta; Doutora em Morfologia pela Universidade de São Paulo; Docente do Centro Universitário de Maringá (UniCesumar). Maringá, PR, Brasil.

     


    [su_button url=”https://inspirar.com.br/wp-content/uploads/2015/02/Artigo355-31-2014.pdf” target=”blank” icon=”icon: file-pdf-o”]Fazer download em PDF do artigo completo![/su_button]

     

    Deixe um comentário