19-jul-2012 às 08:57

    Avaliação da Função Pulmonar em Cirurgia de Revascularização do Miocárdio: Estudo de Caso

    [addtoany]

    Evaluation of pulmonary function in coronary artery bypass grafting: retrospective study

    Maira Cury Monteiro¹, Laís Letícia Manção dos Santos¹, Roberta Munhoz Manzano2, Camila Gimenes2

    Resumo

    As doenças crônico-degenerativas representam hoje 60% de todas as mortes no mundo. Mesmo com o declínio de mortalidade por Doença Arterial Coronariana (DAC), devido aos avanços intelectuais, tecnológicos e novas formas de terapias, estas ainda se mantém como o principal grupo de causas de morte no estado de São Paulo. É notório o crescente aumento das doenças cardiovasculares e o número de cirurgias cardíacas, bem como o comprometimento pulmonar no pós-operatório. Este estudo tem como objetivo avaliar e comparar os valores de pré e pós-operatório (PO) da função pulmonar em paciente submetido à cirurgia de revascularização miocárdica. Metodologia: Paciente A. B. S., sexo masculino, 57 anos, 1,60 metros de altura, 68 kg, IMC de 25.3 Kg/m², submetido à cirurgia de Revascularização Miocárdica com diagnóstico médico de insuficiência coronariana. Realizou avaliação fisioterapêutica e apresentava Diabetes Mellitus, hipertensão arterial sistêmica e hipercolesterolemia, sem ocorrência de infarto prévio. A função pulmonar foi avaliada através do exame de espirometria e dos testes de manovacuometria e de pico de fluxo expiratório no pré-operatório e no 12º dia de pós-operatório. Resultados: O paciente apresentou padrão pulmonar restritivo e os volumes permaneceram reduzidos de 19% a 33% em relação aos valores pré-operatórios. No 12º PO pode-se notar uma redução 10% da PI máx, 12% da PE máx e 33% do PFE em relação ao valor pré-operatório. Concluiu-se que mesmo após 12 dias de pós-operatório a função respiratória do paciente encontrava-se reduzida quando comparada aos valores obtidos no pré-operatório.

    Palavras Chave: Revascularização miocárdica, Espirometria, Doença das Coronárias.

    Abstract

    The chronic diseases account for 60% of all deaths worldwide. Even with the decline of mortality from coronary artery disease (CAD), due to advances in intellectual, technological and new forms of therapy, they still remain as the main group mortality in the state of São Paulo. It is evident from the increasing number of cardiovascular disease and cardiac surgeries as well as pulmonary complications after surgery. This study aims to evaluate and compare the values of pre-and postoperative lung function in patients undergoing coronary artery bypass grafting. Methodology: Patient A. B. S., male, 57 years old, 1.60 meters tall, 68 kg, BMI of 25.3 kg / m², submitted to Myocardial Revascularization Surgery with a diagnosis of coronary insufficiency. Physiotherapy assessment performed and presented diabetes mellitus, hypertension and hypercholesterolemia, without the occurrence of previous infarction. Lung function was assessed by spirometry test and tests of manometer and peak expiratory flow preoperatively and 12º days postoperatively. Results: The patient had a restrictive pulmonary pattern and volumes remained reduced from 19% to 33% compared to preoperative values. On postoperative day 12 we notice a reduction of 10% max IP, max EP of 12% and 33% of EPF in relation to the preoperative value. We conclude that even after 12 days of postoperative respiratory function the patient was reduced when compared to values obtained preoperatively.

    Key Words: Myocardial Revascularization, Spirometry, Coronary Disease

    Sobre os Autores

    Recebido: 04/2012
    Aceito: 06/2012
    Autor para correspondência:
    Roberta Munhoz Manzano
    Rua Bartolomeu de Gusmão 2-102 Apt 24. Cep 17017-336. Jardim América, Bauru-SP.
    E-mail: [email protected]

    Deixe um comentário