02-set-2010 às 15:01

    Atuação da Fisioterapia Respiratória no Tétano Severo: Relato de Caso

    [addtoany]

    Chest Physiotherapy in Severe Tetanus: a Case Report

     
    Ana Isabela Morsch¹, Passos Cristiane¹, Bedeschi Martins Evelyn Regina Couto²
     

    RESUMO

    O tétano é uma doença infecciosa, caracterizada por tônus muscular aumentado e espasmos. Dentre as manifestações da doença estão insuficiência respiratória, pneumonia, atelectasia, estenose traqueal, hipoxemia e hipoventilação.O tétano é uma doença infecciosa, caracterizada por tônus muscular aumentado e espasmos. Dentre as manifestações da doença estão insuficiência respiratória, pneumonia, atelectasia, estenose traqueal, hipoxemia e hipoventilação. Metodologia: O trabalho tem por objetivo relatar o caso de um paciente internado no Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas, com diagnóstico de tétano. O paciente foi submetido a atendimentos fisioterapêuticos diários, inicialmente constituídos de Higiene Brônquica, otimização de posicionamento no leito, ajuste de pressão do Cuff e ajuste de parâmetros da ventilação mecânica. O nível de sedação foi avaliado utilizando-se a Escala de Ramsay, e o nível de consciência foi avaliado utilizando-se a Escala de Coma de Glasgow. Foram realizadas medidas de índices fisiológicos preditivos para desmame da ventilação mecânica. Relato de Caso: Paciente do gênero masculino, 25 anos de idade. Deu entrada no Serviço com trismo, opistótono, dores musculares, leve desconforto respiratório que evoluiu para insuficiência respiratória. Foi realizada traqueostomia, e o paciente permaneceu em ventilação mecânica durante 24 dias, quando iniciou-se nebulização do O2 a 4L/min. Após evidência de melhora clínica, oxigenação adequada e estabilidade hemodinâmica, foi realizada troca de cânula traqueal plástica para metálica, e o paciente recebeu alta hospitalar. Considerações finais: A Fisioterapia Respiratória atua diretamente na recuperação, manutenção e melhora da função pulmonar do paciente, reduzindo o risco de complicações associadas à ventilação mecânica invasiva.

    Palavras-chave: Tétano, Espasmo, Insuficiência Respiratória, Fisioterapia, Desmame do Respirador.

    ABSTRACT

    Tetanus is an infectious disease, characterized by increased muscle tone and spasms. Among the manifestations of the disease we can found respiratory failure, pneumonia, atelectasis, tracheal stenosis, hypoxemia and hypoventilation. Methodology: This study aims to report the case of a patient hospitalized at the University Hospital of the State University of Campinas, diagnosed with tetanus. The patient underwent daily sessions of physical therapy, initially consisting of bronchopulmonary hygiene, Optimization of position in bed, Set of Cuff Pressure and Adjustment of mechanical ventilation parameters. The level of sedation was assessed using the Ramsay Scale, and the level of consciousness was assessed using the Glasgow Coma Scale. Measurements were performed for predictive physiological indexes of weaning from mechanical ventilation. Case Report: Male patient, age of 25 years old. The patient entered the Hospital with trismus, opisthotonos, muscle pain, mild respiratory distress that progressed to respiratory failure. Tracheostomy was performed and the patient remained on mechanical ventilation for 24 days, then starting spontaneous breathing using a T Tube. After evidence of clinical improvement, adequate arterial oxygenation and hemodynamic stability, the patient had hospital discharge. Final considerations: Chest physiotherapy works directly for the restoration, maintenance and improvement of pulmonary function, reducing the risk of complications associated with invasive mechanical ventilation.

    Key words: Tetanus, Spasm, Respiratory Insufficiency, Physical Therapy, Ventilator Weaning.

    Sobre os Autores

    1. Fisioterapeuta, Especialista em Fisioterapia Respiratória e Cardiovascular pela Universidade Estadual de Campinas, 2009.
    2. Fisioterapeuta, Doutora em Tocoginecologia pela Universidade Estadual de Campinas, 2006. Serviço de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas.

    Recebido: 07/12/2009
    Aceito: 16/08/2010
    Autor para correspondência: Ana Isabela Morsch Passos
    E-mail: [email protected]

    Deixe um comentário