28-maio-2010 às 14:46

    Aspectos Sócio-demográficos Relacionados à Síndrome de Burnout em Fisioterapeutas

    [addtoany]

    Socio-demographic Aspcsts Related to Burnout Syndrome in Physiotherapists


    Tatiane Lima de Araújo Silva¹, Ana Maria Teresa Benevides-Pereira²,Inácia Sátiro Xavier de França³, João Carlos Alchieri4


    Resumo

    A persistência e intensidade do estresse, associadas às  sucessivas tentativas de lidar com os mesmos, torna os indivíduos vulneráveis ao surgimento da Síndrome de Burnout, uma  reação à tensão emocional crônica, gerada a partir do contato direto e excessivo com outras pessoas, caracterizada por elevada  exaustão emocional, desumanização e reduzida realização pessoal. A persistência e intensidade do estresse, associadas às  sucessivas tentativas de lidar com os mesmos, torna os indivíduos vulneráveis ao surgimento da Síndrome de Burnout, uma  reação à tensão emocional crônica, gerada a partir do contato direto e excessivo com outras pessoas, caracterizada por elevada  exaustão emocional, desumanização e reduzida realização pessoal. Este estudo teve como objetivo identificar a incidência  da Síndrome de Burnout em fisioterapeutas de Campina Grande – PB, assim como analisar as variáveis sócio-econômicas e demográficas associadas à sintomatologia da patologia. Para isto, utilizou-se um estudo do tipo transversal, com uma abordagem quantitativa, cuja amostra foi do tipo probabilística, por acessibilidade, contemplando 120 fisioterapeutas. Foi utilizado para a coleta um Questionário Sócio-demográfico elaborado especificamente para a investigação e o Maslach Burnout Inventory – Human Services Survey. Os dados foram analisados utilizando o pacote estatístico SPSS-13, buscando-se verificar  a distribuição de freqüências e o cruzamento de variáveis,através dos testes t de Student e ANOVA, regressão linear, tabelas de contingências e correlação de Pearson. No final deste estudo, observou-se que 26,7% e 7,5% estavam com níveis elevados de exaustão emocional e desumanização, respectivamente, e 43,3% com reduzidos níveis de realização pessoal. Foi encontrado 5,9% em situação de risco e diagnosticado apenas um caso (0,83%) com Burnout. Diante deste contexto, a realização desta pesquisa constituiu-se em mais uma fonte de conhecimento para este tema pouco abordado, como também para futuras medidas preventivas junto a estes profissionais.

    Palavras-chave: Estresse; Síndrome de Burnout; Fisioterapia.

    Abstract

    The persistence and intensity of stress, associated with  successive attempts to deal with them, makes people vulnerable to the emergence of Burnout syndrome, a reaction to the emotional tension chronic, generated from excessive and direct  contact with other people, characterized by high emotional exhaustion, dehumanization and reduced self-realisation. This study was to identify the incidence of Burnout syndrome in physiotherapists of Campina Grande – PB, as well as to analyse the socio-economic variables and demographic associated symptoms of pathology. For this, a study was used of transverse type with a quantitative approach, whose probability sample was, by type, gazing 120 physiotherapists accessibility. Was used to collect a socio-demographic  questionnaire prepared specifically for research and Maslach Burnout Inventory – human services survey. The data were analysed using the statistical package SPSS-13, seeking to ensure the distribution of frequencies and passing variables, through the student’s ttests and ANOVA, linear regression, correlation tables of contingencies and Pearson. At the end of this study, it was
    noted that 26.7% and 7.5% were with high levels of emotional exhaustion and dehumanization, respectively, and 43.3% with low levels of personal fulfilment. 5.9% Was found in a situation of risk and diagnosed only one case (0,83%) with Burnout. Forth in this context, the achievement of this survey was more a source of knowledge for this theme little discussed, but also for future preventive measures along these professionals.

    Key-words: Stress; Syndrome of Burnout; Physiotherapy.

    Sobre os Autores

    1. Fisioterapeuta, Doutoranda em Ciências da Saúde pela UFRN, Mestre em Saúde Coletiva pela UEPB e Professora da União de Ensino Superior de Campina Grande – UNESC Faculdades; Faculdades Integradas de Patos – FIP e Faculdade Maurício de Nassau.

    2. Psicóloga, Doutora em Psicologia e Professora da PUC do Paraná e da Universidade Estadual de Maringá – UEM.

    3. Enfermeira, Doutora em Enfermagem e Professora da Universidade Estadual da Paraíba – UEPB.

    4. Psicólogo, Doutor, Professor dos Programas de pós graduação Psicologia e Ciências da Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, bolsista de produtividade CNPq

    Recebido: 04/01/2010
    Aceito: 12/01/2010
    Autor para correspondência: Tatiane Lima de Araújo Silva
    E-mail:
    [email protected]

    Deixe um comentário