Volta para o Início COVID-19 - Veja como estamos atuando!

30% off em TODOS os cursos de Pós, Extensão e Graduação Confira nossos Cursos!!!

Devido à mudança de sede estamos com o 0800 inativo no momento. Dúvidas ou informações fale conosco pelo WhatsApp (41) 98814-3601
    05-fev-2020 às 15:08

    AS GESTANTES QUE FREQUENTAM O SERVIÇO PUBLICO DO BRASIL SÃO ORIENTADAS A TREINAR OS MÚSCULOS DO ASSOALHO PÉLVICO?

    RESUMO

    Introdução: A musculatura do assoalho pélvico é responsável por suportar os órgãos abdominais e pélvicos, a mesma sofre diversas modificações durante a gravidez que podem gerar distúrbios uroginecologicos. Dessa forma, a fisioterapia durante o pré-natal mostra-se eficaz na prevenção de tais males, entretanto, não existe no Brasil uma garantia que a mulher terá informações sobre o assoalho pélvico e a importância de trabalha-lo durante o pré-natal. Objetivo: verificar se as puérperas que frequentam o serviço público do Brasil foram orientadas a treinar os músculos do assoalho pélvico durante a gestação. Metodologia: Foi utilizado o Questionário de Experiência e Satisfação com o Parto modificado para a coleta de dados no período de Agosto a Dezembro de 2017. Resultados: 78,57% das mulheres receberam o incentivo ao parto vaginal, porém 50% da amostra total tiveram parto cesárea e dentro do total, 98,21% não receberam orientações sobre o preparo dos músculos do assoalho pélvico. Conclusão: Em relação as orientações sobre o assoalho pélvico, 98,21% das participantes da amostra não sabiam e nem receberam orientações sobre o que seria, como trabalhar e a importância do assoalho pélvico durante a gravidez, revelando um ponto fraco nas orientações dadas no pré-natal durante a gravidez.

    Palavras-chave: Assoalho Pélvico, Pré-natal, Puerpério.

     

    ABSTRACT

    Introduction: The pelvic floor musculature is responsible for supporting the abdominal and pelvic organs, it undergoes several modifications during pregnancy that can generate urogynecologic disorders. In this way, physical therapy during pre-natal care is effective in preventing such diseases, however, there is no guarantee in Brazil tha women Will have information about the pelvic floor and the importance of working it during the pre-natal period. Objective: to verify if the puerperas who attend the Brazilian public service were instructed to train the pelvic floor muscles during pregnancy. Methodology: The questionnaire of experience and satisfaction with childbirth was used, modified for the data collection with puerperas in the period from August to December of 2017. Results: 78.57% of the women received the induction of vaginal delivery, but 50% of the total sample had a cesarean delivery, and within the total, 98.21% did not receive guidance on the preparation of the pelvic floor muscles. Conclusion: Regarding the guidelines on the pelvic floor, 98.21% of the sample participants did not know and did not receive guidance on what it would be like to work and the importance of the pelvic floor during pregnancy, revealing a weakness in the guidelines given in the prenatal during pregnancy.

     

    Keywords: Pelvic floor, Prenatal, Puerperium.

     

    Sobre o Autor

    Welliton Werveson Pereira de Souza¹, Camila Alcantara Fernandes¹, July Ellem Paixão Pinheiro¹, Elza Claudia Fragoso Oliveira2, Angélica Homobono Nobre3, Gustavo Fernando Sutter Latorre4, Erica Feio Carneiro Nunes5.

     

    1. Acadêmico de Fisioterapia da Universidade do Estado do Pará. Belém, Pará, Brasil.
    2. Fisioterapeuta. Pós-graduanda em Fisioterapia Pélvica e Uroginecológica, Faculdade Inspirar, Curitiba, Paraná, Brasil.
    3. Doutora em Ciências Sociais com concentração na área de Antropologia da Saúde, Professora do curso de Fisioterapia da Universidade do Estado do Pará. Belém, Pará, Brasil.
    4. Mestre em fisioterapia, Fisioterapeuta pélvico. Portal Perineo.net, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.
    5. Doutora em Ciências da Reabilitação. Professora do curso de Fisioterapia da Universidade do Estado do Pará. Belém, Pará, Brasil.

    Autor correspondente:

    Erica Feio Carneiro Nunes

    Trav. Perebebuí, 2623 – Marco, UEPA/CCBS – Cep 66087-670

    Belém Pará

    [email protected]

     

     

    Deixe um comentário