13-maio-2015 às 17:40

    ANÁLISE POSTURAL E PREVALÊNCIA DE PROCESSOS ÁLGICOS EM ESTUDANTES DE ODONTOLOGIA

    [addtoany]

    Por definição, os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho, são um fenômeno pertinente ao trabalho, e são caracterizados pela presença de um conjunto de sintomas, concomitantes ou não, que afetam nervos, tendões, músculos e estruturas de suporte. O profissional dentista, por trabalhar muitas horas seguidas em posições desconfortáveis, geralmente apresenta dores em diversas regiões do corpo.

    Postural and prevalence analysis of nociceptive cases in dentistry students

     
    Ana Caroline Silvestri¹; Camila Canova² ; Lisiane Krolikovski Silva³ ; Helenara Salvati Bertolossi Moreira³; Gladson Ricardo Flor Bertolini4.

    RESUMO

    Por definição, os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho, são um fenômeno pertinente ao trabalho, e são caracterizados pela presença de um conjunto de sintomas, concomitantes ou não, que afetam nervos, tendões, músculos e estruturas de suporte. O profissional dentista, por trabalhar muitas horas seguidas em posições desconfortáveis, geralmente apresenta dores em diversas regiões do corpo. A posição típica desta profissão caracteriza-se por manter em suspensão os membros superiores, tronco em rotação e flexão da cabeça, forçando as musculaturas cervical, escapular e tóraco-lombar. Caso não haja uma preocupação com a prevenção em relação aos distúrbios osteomusculares, os dentistas estarão mais propensos a desenvolvê-los, independente do tempo de atividade profissional. O estudo teve como objetivo verificar a prevalência de processos álgicos e lesões músculo esqueléticas provenientes de posturas adotadas pelos acadêmicos do curso de odontologia da UNIOESTE, durante suas atividades clínicas, e comparar os resultados dos alunos que estão nos anos iniciais (1º e 2º anos) com aqueles que estão concluindo o curso (4º e 5º anos). Inicialmente foi aplicado o Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares para determinar as regiões mais acometidas pelos sintomas osteomusculares. Após analisados os questionários, foi aplicado o método RULA para avaliar as posturas desfavoráveis durante as atividades práticas curriculares. Os alunos dos anos iniciais apresentam mais queixas de problemas relacionados à prática clínica. Os alunos que estão há mais tempo nas atividades acadêmicas, embora adotem posturas menos ergonômicas, estão mais adaptados.

    ABSTRACT

    By definition, the Work-Related Musculoskeletal Disorders are a phenomenon relevant to the work, and are characterized by the presence of a set of symptoms, concurrent or otherwise, that affect nerves, tendons, muscles and supporting structures. The professional dentist, to work long hours in uncomfortable positions, usually has pain in various parts of the body. The typical position of the profession is characterized by maintaining the suspension in the upper limbs, trunk rotation and flexion of the head, forcing the cervical muscles, scapular and thoracolumbar. If there is a concern with prevention in relation to musculoskeletal disorders, dentists are more likely to develop them, regardless of time of professional activity. The study aimed to determine the prevalence of nociceptive processes and musculoskeletal disorders from positions taken by UNIOESTE dentistry students during their clinical activities, and compare the results of students who are in the early years (1st and 2nd years) with those completing the course (4th and 5th years). Initially we applied the Nordic Musculoskeletal Questionnaire to determine the most affected by musculoskeletal symptoms. After analyzing the questionnaires, RULA method was used to evaluate the unfavorable postures during activities curriculum practices. Students in early years have more complaints of problems related to clinical practice. Students who are longer in academic activities, although less ergonomic adopt postures are most suitable.

    Palavras-chave:  Transtornos traumáticos cumulativos, Engenharia humana, Prevalência.

    Sobre o autor:

    1. Acadêmica do curso de Fisioterapia da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), campus Cascavel – PR;
    2. Graduada em Fisioterapia pela UNIOESTE;
    3. Professora do curso de Fisioterapia da UNIOESTE;
    4. Professor da graduação em fisioterapia e mestrado em Biociências e Saúde da UNIOESTE.

    Autor para correspondência:

    Autor responsável: Gladson Ricardo Flor Bertolini.
    Endereço: Rua Universitária, 2069. Jardim Universitário.
    Cascavel – PR. CEP: 85819-110.
    Caixa Postal: 711.
    Colegiado de Fisioterapia.
    E-mail:[email protected]

    Deixe um comentário