Você esta em:
0800 602 2828 | WhatsApp (41) 99900-5734
    07-maio-2013 às 16:09

    INTERVENÇÕES TERAPÊUTICAS APLICADAS A ATAXIA CEREBELAR: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

    [addtoany]

    Therapeutic interventions for cerebellar ataxia: a systematic review

     
    Laydjane Dias Almeida¹

    Sistematizar as evidências científicas acerca das intervenções na ataxia cerebelar. Métodos: A busca de publicações sobre as intervenções farmacológicas e fisioterapêuticas na ataxia cerebelar foi realizada nas bases de dados Pubmed, Medline, Scielo, e a Biblioteca Virtual em Saúde. Foram selecionados ensaios clínicos aleatórios e controlados dos últimos dez anos em língua inglesa e portuguesa.

    Resumo

    Objetivo: Sistematizar as evidências científicas acerca das intervenções na ataxia cerebelar. Métodos: A busca de publicações sobre as intervenções farmacológicas e fisioterapêuticas na ataxia cerebelar foi realizada nas bases de dados Pubmed, Medline, Scielo, e a Biblioteca Virtual em Saúde. Foram selecionados ensaios clínicos aleatórios e controlados dos últimos dez anos em língua inglesa e portuguesa. Resultados: Cinco estudos foram revisados na íntegra, sendo identificadas intervenções farmacológicas (n=3) e fisioterapêuticas (n=2). A maioria dos estudos (n=2) utilizou os critérios do International Cooperative Ataxia Rating Scale para o diagnóstico clínico da ataxia cerebelar. A escala PEDro revelou que dois dos artigos apresentaram delineamento de boa qualidade.  O método e o tempo das intervenções variaram amplamente. Houve melhora significativa em grande parte dos estudos. Conclusão: Generalizações dos resultados, bem como novos fármacos para o tratamento da ataxia cerebelar ainda são restritas. Novos estudos clínicos são necessários para definir critérios e paramêtros mais específicos para o desenvolvimento de  intervenções seguras e eficazes.

     

    Abstract

    Objective: To summarize the results of clinical trial on cerebellar ataxia. Methods: A search for relevants trials was performed in the databases PubMed, Medline, SciELO, and Virtual Health Library.  Randomized controlled trials published in the last 10 years and written in English or Portuguese were include. The methodological quality of the studies was assessed by the PEDro scale. Results: Five studies were included in the review. Three studies reported on pharmacological interventions and two studies reported physical therapy. Two studies used the criteria of International Cooperative Ataxia Rating Scale for the clinical diagnosis of cerebellar ataxia. According to the PEDro scale, two studies were considered to be of good quality. The method and timing of interventions varied widely. There was significant improvement in most studies. Conclusion: Generalizations of the results as well as new drugs for the treatment of cerebellar ataxia are still restricted. New clinical studies are needed to establish the criteria and parameters establishing evidence-based interventions safe and effective.

     

    Sobre o Autor:

    1 – Fisioterapeuta do Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre, mestrando em Ciências da Reabilitação – UFCSPA
    1 – Fisioterapeuta
    1 – Docente no Curso de Fisioterapia na Universidade do Vale do Rio dos Sinos e da Universidade de Caxias do Sul.

     


    Autor correspondente:

    LAYDIJANE DIAS ALMEIDA

    RUA: MARECHAL EURICO GASPAR DUTRA, 80, PRESIDENTE MEDICE,

    CEP: 58417-595- CAMPINA GRANDE – PB

    EMAIL: [email protected]

    Recebido: 12/12
    Aceito: 04/13

     

    [su_button url=”https://inspirar.com.br/revista/wp-content/uploads/2014/10/artigo-305.pdf” target=”blank” icon=”icon: file-pdf-o”]Fazer download em PDF do artigo completo![/su_button]

    Deixe um comentário