18-out-2014 às 13:29

    ANÁLISE DA QUALIDADE DE VIDA DOS PACIENTES ACOMETIDOS POR DOENÇA VASCULAR ENCEFÁLICA (DVE)

    [addtoany]

    Analysis of patients quality of life affected by cerebrovascular disease (CVD)

    Bruno Filgueiras Bezerra1,Luciana Dias Belchior2 ,Kátia Castelo Branco Machado Diógenes3 ,
    Maria Ayrtes Ximenes Ponte Colaço4, Ingrid Correia Nogueira5

    Contextualização: A doença vascular encefálica (DVE) é a principal causa de incapacitação funcional no mundo ocidental, devido às sequelas e déficits neurológicos que ocasiona, aliado à diminuição da função cognitiva, indicando influência negativa na recuperação e na qualidade de vida. Objetivo: Analisar a qualidade de vida em pacientes com DVE através do Medical Outcomes Study 36-Short-Form Health Survey (SF-36), correlacionando os domínios do questionário com a amostra em sua totalidade e com os gêneros.

    RESUMO

    Contextualização: A doença vascular encefálica (DVE) é a principal causa de incapacitação funcional no mundo ocidental, devido às sequelas e déficits neurológicos que ocasiona, aliado à diminuição da função cognitiva, indicando influência negativa na recuperação e na qualidade de vida. Objetivo: Analisar a qualidade de vida em pacientes com DVE através do Medical Outcomes Study 36-Short-Form Health Survey (SF-36), correlacionando os domínios do questionário com a amostra em sua totalidade e com os gêneros. Metodologia: Estudo transversal e quantitativo. Foi aplicado o questionário SF-36 em pacientes com sequelas crônicas de DVE para avaliação da qualidade de vida, correlacionando os domínios do questionário com a amostra em sua totalidade e com os gêneros. Resultados: Foram avaliados 20 pacientes (treze do sexo masculino e sete do sexo feminino), com idade média de 58,8 (± 10,1) anos para o sexo masculino e 56,5 (± 12,7) anos para o sexo feminino. Constatou-se que os entrevistados não possuem uma boa percepção do seu estado de saúde relacionado à qualidade de vida, confirmado através da análise dos coeficientes físico e mental sumarizado, com uma média de respectivamente 48,5 (± 10,5), 41,4 (± 11). Os domínios mais afetados foram os aspectos físico com 17,5 (± 33) e emocional com 41,6 ± (46,9). A diferença entre os gêneros foi obtida apenas no domínio referente ao aspecto emocional. Encontrou-se uma diferença estatisticamente significante (p < 0,01), evidenciando um maior acometimento do sexo feminino. Conclusão: Os resultados demostram o impacto negativo da DVE na qualidade de vida desses indivíduos.

    Palavras-chave: Doença vascular encefálica, qualidade de vida, fisioterapia.


    ABSTRACT

    Contextualization: The cerebrovascular disease (CVD) is the main cause of functional disability in occidental world, due to sequelae and neurological deficits which occurs to patient allied to decrease of cognitive function, indicating negative influence on recovery and quality of life. Goals: Analyse quality of life of patients affected by CVD through the Medical Outcomes Study Short-Form-36 Health Survey (SF-36), correlating with the domains of the sample in its entirety and genres. Methods: Cross sectional and quantitative study. The SF-36 questionnaire was applied in patients with chronic sequelae of DVE for evaluation quality of life, correlating with the domains of the sample in its entirety and genres. Results: It was evaluated 20 patients (thirteen males and seven females) with average age of 58,8 (± 10,1) years for males and 56,5 (± 12,7) years for females. It was verified that the interviewees don’t have a good insight of their state health associated to quality of life, confirmed through analysis of physical and mental factors summarized with an average respectively 48,5 (± 10,5), 41,4 (± 11). The most affected domains were the physical aspects with 17,5 (± 33) and the emotional with 41,6 ± (46,9). The difference between the genders it was obtained only on domain relative to emotional aspect. We found a statistically significant (p<0,01),evidencing a higher involvement on females. Conclusion: The results showed the negative impact of CVD in quality of life of them.

    Key words:  Cerebrovascular disease, quality of life, physical therapy

    Recebido:10/2013
    Aceito: 01/2014

    Sobre o autor:

    1 Graduado em Fisioterapia pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR).
    2 Fisioterapeuta, Mestre em Farmacologia pela Universidade Federal do Ceará, Doutoranda em Farmacologia pela Universidade Federal do Ceará e Docente do curso de Fisioterapia Universidade de Fortaleza.
    3 Fisioterapeuta, Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade de Fortaleza, Doutoranda em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual do Ceará e Docente do curso de Fisioterapia Universidade de Fortaleza.
    4 Fisioterapeuta, Especialista em Fisioterapia Cardiorrespiratória, Docente do curso de Fisioterapia Universidade de Fortaleza, Coordenadora da Faculdade Inspirar de Fortaleza.
    5 Fisioterapeuta, Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade de Fortaleza e Doutoranda em Ciências Médicas pela Universidade Federal do Ceará.

    Autor para correspondência:

    Luciana Dias Belchior
    Av.Washington Soares, 1321, Edson Queiroz – Fortaleza-Ce.
    E-mail: [email protected]

    Deixe um comentário