Você esta em:
0800 602 2828 | WhatsApp (41) 99900-5734
    29-out-2015 às 11:55

    ADAPTAÇÕES CRÔNICAS DE UM PROTOCOLO DE TREINO AERÓBIO DURANTE A HEMODIÁLISE

    [addtoany]

    Pacientes com insuficiência renal crônica (IRC) apresentam redução da variabilidade da frequência cardíaca (VFC) sendo essa um preditor de risco para doença cardiovascular.

    Adjustments chronicles of a protocol of aerobic training during hemodialysis

    Ruth Fialho Ferreira [1], Mara Dayanne Alves Ribeiro [2], Tannara Patrícia Silva Costa [3], Luan Nascimento da Silva[4], Cristiano Sales da Silva[5]

    RESUMO

    Introdução: Pacientes com insuficiência renal crônica (IRC) apresentam redução da variabilidade da frequência cardíaca (VFC) sendo essa um preditor de risco para doença cardiovascular. Além disso, estes indivíduos apresentam uma considerável redução na capacidade de exercício (CE). Objetivo: analisar o efeito do treinamento aeróbio na modulação autonômica cardíaca (MAC), na frequência cardíaca (FC) e pressão arterial (PA) em repouso e ainda, na CE em pacientes com IRC. Métodos: Trata-se de um estudo longitudinal, de abordagem quantitativa experimental em portadores de IRC submetidos a hemodiálise (HD), n=14 randomizados em GE: grupo exercício e GC: grupo controle. O GE foi submetido a um protocolo de treinamento aeróbio (PTA).  Foi realizada uma avaliação antes e após aplicação do PTA, onde foi verificada a MAC a partir de índices no domínio da frequência da VFC em repouso e a CE pela distância percorrida no teste de caminhada de 6 minutos (TC6′). Resultados: A CE aumentou significativamente (p<0,05) no GE após o PTA, quando comparado ao GC, além de melhor controle dos níveis pressóricos e redução da FC em repouso. A MAC não apresentou alteração significante ante e após o período de exercício (p>0,05). Considerações finais: As 36 sessões do PTA intradialítico resultam em ganho significante na CE, melhora no controle dos níveis pressórios e redução da FC de repouso, sendo que a modulação autonômica não sofreu alteração com o treinamento quando comparado intra e intergrupos.

    Palavras-chave: Sistema Nervoso Autônomo, Hemodiálise, Exercício, Insuficiência Renal Crônica.

    ABSTRACT

    Introduction: Patients with chronic renal failure (CRF) present reduction of heart rate variability (HRV) this being a risk predictor for cardiovascular disease. Besides, these individuals show a significant reduction in exercise capacity (EC). Objective: analyze the effect of aerobic training on cardiac autonomic modulation (CAM), in heart rate (HR) and blood pressure (BP) at rest and also, in EC in patients with CRF. Methods: This is a longitudinal study, of approach experimental quantitative in bearers CRF subjected to hemodialysis (HD), n=14 randomized into EG: exercise group and CG: control group. The EG was submitted to an aerobic training protocol (ATP). Was performed an evaluation before and after application of ATP, where it was noted the ATP as from indexes in frequency domain HRV in repose and the EC distance covered in walk test of 6 minute (6`WT). Results: The EC increased significantly (p <0.05) in EG after the ATP when compared to CG, besides better control of blood pressure and reduction in HR in repose. The CAM did not present a significant alteration before and after the exercise period (p> 0.05). Conclusion: The 36 sessions of hemodialysis ATP result in significant gains in EC, improvement in the control of pressoric levels and reduction of resting HR, as soon as the autonomic modulation did not change with training when compared intragroup and intergroup.

    Keywords: Autonomic Nervous System, Hemodialysis, Exercise, Chronic Renal Failure.

    SOBRE O AUTOR

    [1]Educadora  Física e Fisioterapeuta, Prefeitura Municipal de Parnaíba-PI. [2] Mestranda em Saúde da Família, Universidade Federal do Ceará, Sobral-CE. [3]Fisioterapeuta Intensivista, Hospital Regional do Norte, Sobral-CE. [4]Residente em Fisioterapia na Atenção Cardiovascular, Universidade Federal do Maranhão, São Luiz – MA. [5]Docente da Universidade Federal do Piauí, Parnaíba – PI.   

    AUTOR CORRESPONDENTE

    Ruth Fialho Ferreira, Acadêmica do curso de Fisioterapia da Universidade Federal do Piauí, UFPI, Brasil. Endereço Postal: Universidade Federal do Piauí, Av. São Sebastião, 2819 – Parnaíba/PI, CEP: 64202-020, E-mail: [email protected]

    Deixe um comentário