Você esta em:
0800 602 2828 | WhatsApp (41) 99900-5734
    10-abr-2018 às 10:32

    A PERCEPÇÃO DOS PAIS QUANTO AO TRATAMENTO DE EQUOTERAPIA.

    [addtoany]

    A equoterapia é um recurso terapêutico para diversas patologias que favorece o equilíbrio, coordenação e estimulação proprioceptiva.

    The perception of parents regarding the treatment of equotherapy.

    Ana Paula Nunes1, Cristina Fedrizzi Caberlon2

    RESUMO

    A equoterapia é um recurso terapêutico para diversas patologias que favorece o equilíbrio, coordenação e estimulação proprioceptiva. Este estudo verificou a percepção de pais de crianças com paralisia cerebral (PC) sobre o tratamento de equoterapia. Estudo qualitativo, com metodologia descritiva em que foram entrevistados seis pais de crianças com PC em um centro de equoterapia do sul do Brasil. Estudo autorizado pelo Comitê de Ética em Pesquisa sob número 096989/2014. A entrevista foi preenchida oralmente e transcrita para análise. Após análise das respostas, as percepções foram divididas em três categorias: percepção dos pais quanto ao equilíbrio, o cuidador e percepções positivas gerais dos cuidadores. Todos relataram melhora no equilíbrio das crianças, corroborando com os diversos estudos existentes na literatura, também foi relatada melhora na socialização, linguagem e atividades motoras grossas, mas ainda com poucos subsídios na literatura para sua validação. Na categoria relacionada ao cuidador objetivou-se a relatar uma percepção quanto às dificuldades destes perante aos seus cuidados, verificando que os pais são uma unidade cuidadora, mas que também deve ser cuidada. Com a realização deste trabalho pode-se concluir, segundo a percepção dos pais, que a equoterapia traz benefícios positivos nos aspectos biopsicossociais em crianças com PC, salientando-se também a importância da atenção ao cuidador pois este indivíduo tem grande repercussão na aderência e evolução do paciente ao tratamento, atentando-se para a não abnegação deste, sugerindo-se mais estudos para a averiguação das condições e percepções deste cuidador.

    Palavras-chave: Terapia Assistida por Cavalos, Paralisia Cerebral, Cuidadores, Equipe de Assistência ao Paciente, Terapia Assistida por Animais.

    ABSTRACT

    Equine therapy is a therapeutic resource for several pathologies. It favors balance, coordination and proprioceptive stimulation. This study verified the perception of parents of children with cerebral palsy (PC) on the treatment of equine therapy. A qualitative study with a descriptive methodology in which six parents of children with PC were interviewed in an equine therapy center in southern Brazil. Study authorized by the Research Ethics Committee under number 096989/2014. The interview was completed orally and transcribed for analysis. After analysis of the responses, the perceptions were divided into three categories: parental perception regarding balance, the caregiver and general positive perceptions of caregivers. All parents reported improvement in the balance of children, corroborating with the various studies in the literature, has also been reported improvement in socialization, language and gross motor activities, but still with few subsidies in the literature for its validation. In the category related to the caregiver, the objective was to report a perception about their difficulties in their care, verifying that the parents are a caring unit, but that they care should also be taken. With the completion of this work were conclude, according the perceptions of parents, that hippotherapy brings positive benefit in the biopsychosocial aspects in child with PC, pointing out also the importance of attention with the caregiver cause this one has a great impact in the grip and evolution of the patient, paying attention to the non-abnegation of him. Suggest more studies with the caregiver to investigate the conditions and perceptions of his own.

    Keywords: Equine-Assisted Therapy, Cerebral Palsy, Caregivers, Patient Care Team, Animal Assisted Therapy.

    SOBRE OS AUTORES

    1. Fisioterapeuta graduada pela Faculdade da Serra Gaúcha – Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil.
    2. Fisioterapeuta e Mestre em Medicina e Ciências da Saúde, docente do curso de fisioterapia da Universidade Luterana do Brasil – ULBRA/Canoas – Canoas, Rio Grande do Sul, Brasil.

    Autor correspondente:

    Cristina Fedrizzi Caberlon.
    Avenida Farroupilha, 8001 – São José, Canoas – RS. 92425-900. P. 1, sala 22.
    [email protected]

    Deixe um comentário