Volta para o Início INSPIRAR DAY 25 ANOS
30% off em todos os cursos – Indique amigos e chegue até 100% de desconto. - Clique aqui!
X
05-fev-2020 às 17:35

EFEITOS DO TREINO DE MARCHA COM SUPORTE PARCIAL DE PESO CORPORAL ASSOCIADO A FISIOTERAPIA CONVENCIONAL SOBRE O EQUILÍBRIO FUNCIONAL E A INDEPENDÊNCIA DA MARCHA PÓS-AVC: ESTUDO CLÍNICO RANDOMIZADO

 

RESUMO

Indivíduos pós-acidente vascular cerebral (AVC) apresentam alterações sensoriais e motoras que comprometem a marcha e o controle postural e podem levar a limitações nas atividades da vida diária. Entre os muitos recursos terapêuticos para reabilitação motora, o uso do suporte parcial de peso corporal (SPPC) apresenta-se como um recurso promissor para auxiliar na recuperação da mobilidade e seus aspectos funcionais. Entretanto, a efetividade da associação desse recurso com os exercícios fisioterapêuticos comumente aplicados precisa ser avaliada em contexto clínico. O objetivo desse estudo foi avaliar os efeitos de um treino de marcha em solo e esteira com SPPC, associados à fisioterapia convencional, sobre medidas de desfecho clínico-funcional em indivíduos pós-AVC. Trata-se de um estudo randomizado, pragmático e simples-cego conduzido em um hospital de reabilitação. A amostra foi composta por 17 pacientes voluntários pós-AVC, distribuídos aleatoriamente em dois grupos: controle (GC) e experimental (GE). Ambos os grupos receberam 40 minutos de fisioterapia oferecidos pelo hospital e o GE recebeu mais 20 minutos de treino de marcha com SPPC por 12 semanas, com frequência semanal de uma ou duas vezes. A Escala de Equilíbrio de Berg (EEB), Índice de Barthel (IB) e Functional Ambulation Category (FAC) foram aplicados em três momentos: antes do início da terapia, na 7ª semana e até uma semana após o término do protocolo. O GE apresentou evoluções na EEB, FAC e IB nas primeiras 7 semanas de intervenção, o que para os indivíduos do GC só ocorreu posteriormente. O SPPC associado a fisioterapia convencional acelerou o processo de recuperação clínico-funcional de indivíduos pós-AVC.

 

Palavras-chave: acidente vascular cerebral, funcionalidade, marcha, equilíbrio, suporte parcial de peso, ensaio clínico randomizado.

 

 

Abstract

Post-stroke individuals present impairments in gait and balance that may lead to limitations in activities of daily living. Among many physical therapy interventions, the use of Body Weight-Support (BWS) is a promising strategy to improve mobility and its functional aspects. However, the effectivity of the association of this strategy with more commonly applied physical therapy exercises needs to be accessed in real clinical context. The objective of this study was to evaluate the effects of a gait training on the ground and treadmill with BWS, combined with conventional physiotherapy, on the functionality of post-stroke individuals. This is a randomized, pragmatic, single-blinded study conducted at a rehabilitation hospital. The sample consisted of 17 volunteers post-stroke patients, randomly allocated in two groups: control (CG) and experimental (EG). Both groups received 40 minutes of physiotherapy offered by the hospital and the EG received more 20 min of gait training with BWS for 12 weeks with sessions varying from one to two times a week. Berg Balance Scale (BBS), Barthel Index (BI) and Functional Ambulation Category (FAC) were applied in three moments: before starting the therapy, at the 7th week and until one week after finishing the protocol. The EG presented evolutions in BBS and FAC in the first 7 weeks of intervention, which for CG only occurred later. After 12 weeks, both groups exhibited improvement in the functional measures but, in the EG this improvement happened in the first seven weeks, suggesting that the BWS combined with conventional physiotherapy accelerated the process of functional recovery of the stroke patients.

 

Keywords: stroke, recovery of function, gait, body weight-supported, randomized clinical trial.

 

Sobre o Autor

Tatiane Caroline Boumer¹, Tathiane Cristina Firmino¹, Gisele Francini Devetak¹, Suzane Ketlyn Martello¹, Auristela de Lima Moser¹, Elisangela Ferretti Manffra¹.

 

¹Programa de Pós-graduação em Tecnologia em Saúde. Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba- PR, Brasil.

Autor correspondente:

Elisangela Ferretti Manffra

Rua: Imaculada Conceição 1144, Curitiba-PR, Brasil.

E-mail: [email protected]

 

 

Deixe um comentário

Skip to content