Volta para o Início

Já pensou em fazer uma pós semipresencial? Agora é sua chance! 30% off

Clique aqui!

08-jan-2021 às 16:38

Fisioterapia em Terapia Intensiva em Neonatologia e Pediatria

A pandemia intensificou a necessidade já existente no mercado de trabalho A Fisioterapia em Terapia Intensiva em Neonatologia e Pediatria é uma especialidade voltada ao tratamento e reabilitação de pacientes recém-nascidos, crianças e adolescentes até os 12 anos de idade. Os profissionais da área são responsáveis pela atuação com recursos terapêuticos em doenças de origem […]

A pandemia intensificou a necessidade já existente no mercado de trabalho

A Fisioterapia em Terapia Intensiva em Neonatologia e Pediatria é uma especialidade voltada ao tratamento e reabilitação de pacientes recém-nascidos, crianças e adolescentes até os 12 anos de idade.

Os profissionais da área são responsáveis pela atuação com recursos terapêuticos em doenças de origem esquelética, muscular, neurológica, respiratória e multifatorial, causada por patologias congênitas ou adquiridas, podendo ser decorrente de nascimento prematuro ou por alterações genéticas.

Essa especialidade da Fisioterapia adequa- se às particularidades da infância, oferecendo tratamento individualizado, que conta com ambiente lúdico e técnicas adequadas para a idade do paciente, com o objetivo de desenvolver o potencial da criança e buscar sua independência.

Os fisioterapeutas intensivistas em neonatologia e pediatria tratam das seguintes condições clínicas:

· Paralisia Cerebral – ocorre devido à uma má formação no cérebro, que resulta na perda de movimentação, tônus muscular e postura.

· Distrofia Muscular de Duchenne – doença que provoca o enfraquecimento progressivo da musculatura.

· Paralisia Braquial Obstétrica – é definida como uma paralisia que acontece durante o nascimento da criança e compromete os membros superiores do recém-nascido.

· Hidrocefalia – acúmulo de líquido nas cavidades internas do cérebro, que exerce pressão e dilata o mesmo – quadro que causa danos cerebrais.

· Síndrome de Chiari – condição congênita em que o tecido cerebral envolve o canal espinhal.

O coordenador do curso de Fisioterapia em Terapia Intensiva de Pediatria e Neonatologia da Faculdade Inspirar, Jorge Luís Monteiro Spinelli, ressalta a importância da realização desta pós-graduação: “a pademia intensificou a necessidade já existente no mercado de trabalho em relação à especialização e determinados conhecimentos sobre a área de atuação do intensivíssimo, principalmente no âmbito da Neonatologia e Pediatria, por se tratar de um público muito específico, com características únicas que requerem do profissional o aperfeiçoamento de habilidades teóricas e práticas”, diz.

O curso de Pós-graduação de Fisioterapia em Terapia Intensiva de Pediatria e Neonatologia tem o propósito de fornecer conceitos e conhecimentos sobre a atuação fisioterapêutica desta especialidade, preparando os alunos para o mercado de trabalho e qualificando-os para realizar atividades de ensino, pesquisa e atuação profissional.

A formação proporciona a oportunidade da realização de práticas hospitalares e ambulatoriais assistidas, em conjunto com disciplinas que possibilitam a identificação e aprimoramento das reponsabilidades dos fisioterapeutas.

Visite nosso site e tenha acesso a outras informações sobre esta Pós-graduação: https://bit.ly/2WswCpD

Skip to content