FISIOTERAPIA EM TERAPIA INTENSIVA ADULTO, PEDIÁTRICO E NEONATAL

A complexidade e perfil dos pacientes atendidos nas unidades de terapia intensiva exige que a equipe destinada para essas atividades seja formada por profissionais diferenciados com extrema competência e capacidade para lidar com situações críticas e recursos terapêuticos eficientes e atuais. A eficácia terapêutica na abordagem do paciente crítico certamente está diretamente relacionada com os avanços da ciência em máquinas, drogas e da qualificação dos profissionais que integram a equipe da UTI, como médicos, enfermeiros e fisioterapeutas. A portaria GM/MS/Nº 2918, de 09 de junho de 1998, publicada no DOU nº111, de 15 de junho de 1998 estabelece, dentre várias normas para uma UTI, preconiza-se a existência de um profissional de Fisioterapia na UTI para cada 10 leitos de pacientes. A especialidade em Terapia Intensiva nos modelos propostos nesse projeto é algo inovador, uma vez que se pretende formar fisioterapeutas intensivistas capazes de desenvolver raciocínio fisioterapêutico acerca dos distúrbios da funcionalidade de modo geral. Uma visão, até certo ponto generalista, do cuidado ao paciente crítico será desenvolvida nesse curso, o que certamente criará importante diferencial na formação do futuro especialista da área. Com essa formação, o profissional fisioterapeuta intensivista integrará a equipe multiprofissional, de forma a contribuir para a melhor assistência a esse perfil de pacientes que sem dúvida requer cuidados tecnicamente específicos.

Disponível nas Unidades

Clique sobre a cidade para obter mais informações sobre o curso.