Volta para o Início

CURSO INTERNACIONAL EM TOPOLOGIA DO SUJEITO

262x166

Para ler a psicanálise é necessário distinguir a causalidade psíquica da causalidade da loucura. Seguir os esquemas de Freud à luz da topologia do sujeito em Lacan. Esquemas que demonstram como se funda o aparato psíquico em um sujeito que fala uma língua. São eventos e rupturas que provocam e exigem do sujeito uma sucessão de atos de transcrição, realizados por sucessivas traduções, num movimento que marca e determina as diferenças das estruturas freudianas do sintoma.
Lacan retomará esse caminho através de transposições dos esquemas freudianos para funções contínuas da topologia: grafos, superfícies e nós. Recurso que permite articular as inovações freudianas em uma lógica gráfica, em vez de tentar encontrá-las empiricamente nos modelos ilusórios de uma observação psicológica.

Disponível nas Unidades

Clique sobre a cidade para obter mais informações sobre o curso.