09-set-2019 às 15:39

Conheça as principais áreas de atuação da Educação Física

Por estar em alta, apresentar bons índices de empregabilidade e diferentes áreas de atuação, essa carreira apresenta muitos benefícios para os profissionais que nela estão inseridos.

Afinal, com a crescente conscientização da necessidade de cuidar adequadamente da saúde, o profissional de Educação Física tornou-se peça-chave na promoção de uma qualidade de vida satisfatória.

Então, se você já é do ramo, mas pensa em se especializar ainda mais para conquistar maior destaque no mercado, continue lendo este post!

Mercado de trabalho para o profissional de Educação Física

Como o trabalho do profissional de Educação Física é essencial para o condicionamento físico e, consequentemente, qualidade de vida das pessoas, é bem difícil ficar parado trabalhando nesse setor. Afinal, assim como as áreas de atuação são diversas, o número de pessoas procurando esse profissional está em constante crescimento.

Isso fortalece a empregabilidade no ramo da Educação Física, o que é um fator bastante atrativo para quem se forma. Além disso, as academias são os lugares que oferecem mais oportunidades e boas remunerações caso consiga trabalhar como personal, então não faltam estabelecimentos buscando profissionais competentes.

Dessa forma, com o objetivo de fortalecer a carreira, vale a pena fazer uma pós-graduação em alguma das áreas de atuação da Educação Física, para que assim as chances de empregos melhores sejam mais altas.

Áreas de atuação para formados em Educação Física

Quando o assunto é Educação Física, logo pensamos no nosso professor de Ensino Básico, Fundamental ou Médio, não é mesmo? Mas saiba que, atualmente, as opções para quem se forma nessa área se expandiram bastante ao longo dos últimos anos.

O crescente culto ao corpo e a importância de cuidar da saúde possibilitaram que as áreas de atuação se ampliassem: vão desde técnicos e treinadores de diferentes modalidades até novas atividades que se tornaram populares, como o crossfit, por exemplo. Então, listaremos algumas das principais a seguir:

Licenciatura

Para ser um profissional de Educação Física, ter paixão por atividades físicas e esportes em geral é essencial. Outra característica importante é apresentar interesse pela saúde. No entanto, existem alguns sub-ramos que exigem ainda outras aptidões, como a afeição pelo ensino.

Um deles é o profissional que cursou a licenciatura, que é destinada para os formados cujo foco é dar aulas. Assim, o professor pode atuar em escolas públicas e privadas, interagindo com estudantes do Ensino Infantil, Fundamental e Médio com o objetivo de orientá-los em relação às capacidades físicas que têm e técnicas de alguns esportes.

Em média, o curso de licenciatura em Educação Física dura quatro anos, período em que o aluno tem contato com disciplinas na área de biologia, processo pedagógico, psicologia da educação, entre outros.

Condicionamento Físico

Na área de condicionamento físico quem atua é o personal trainer, que direciona o seu trabalho de acordo com o objetivo de quem o contratou. Sendo assim, caso o aluno queira emagrecer, o profissional monta uma série conforme essa meta. Já se o foco é ganhar massa magra, ele elabora exercícios voltados para isso.

O personal ainda pode atuar em assessorias esportivas ou grupos de corrida, evitando lesões dos alunos e aprimorando o desempenho deles ao correr. Afinal, esse profissional analisa tudo que envolve o atleta na corrida, desde a respiração até a passada.

Dessa forma, quem é personal não costuma ter uma rotina regrada de trabalho, porque isso varia conforme a disponibilidade dos alunos. Assim como o horário, o salário mensal pode mudar, já que ele recebe de acordo com o tempo que trabalha.

Nesse caso, as grandes vantagens são a flexibilidade e autonomia do profissional, enquanto as desvantagens envolvem a incerteza de um salário mensal padrão. No entanto, ao estabelecer uma cartela fixa de clientes, isso deixa de ser um problema.

Pesquisa

Para quem se interessa pela área da pesquisa, uma boa opção é atuar no ramo da Biomecânica e Fisiologia Aplicada ao Exercício Físico, em que os estudiosos buscam meios para que os profissionais possam fazer avaliações físicas e prescrever exercícios sem afetar negativamente a saúde dos alunos.

A união de estudos teóricos e práticos possibilita que o pesquisador tenha conhecimento mais aprofundado sobre o movimento humano, especialmente envolvendo as articulações e os músculos.

Ao analisar o modo como as forças mecânicas atuam sobre os seres vivos, a biomecânica ainda ajuda a melhorar o desempenho e rendimento no exercício. Enquanto isso, a fisiologia é importante por possibilitar que os profissionais elaborem planos de treinos e estratégias focadas em cada aluno de modo individual, de acordo com as suas limitações e objetivos.

Reabilitação

Com o objetivo de ajudar na prevenção de problemas físicos, doenças e reabilitação de pacientes que sofreram lesões ou devem melhorar o condicionamento físico, o profissional especializado em reabilitação se torna um importante aliado.

Além disso, pessoas que passaram por procedimentos cirúrgicos também podem contar com o profissional de Educação Física. No entanto, o seu trabalho deve caminhar junto ao do fisioterapeuta, para que assim o quadro do paciente avance de forma mais rápida e adequada.

Como escolher entre as áreas

Após conhecer as opções, pode não ser tão fácil decidir entre uma delas, não é mesmo? Por isso, é importante elencar critérios que auxiliem nessa escolha. Nesse caso, é necessário levar em conta os próprios interesses e objetivos (dar aula para crianças ou adultos, ter uma rotina fixa de trabalho ou não etc.), que envolvem tanto o campo profissional quanto o pessoal.

Certamente, ao longo da graduação, os objetivos mudam um pouco, não existindo muita pressa em decidir logo de início o que deseja fazer para o resto da vida. No entanto, após a formação vale a pena optar por uma das áreas anteriormente citadas e buscar uma pós-graduação em uma boa instituição de ensino para garantir maior credibilidade na carreira, além de melhores oportunidades de emprego.

Percebeu como as áreas de atuação da Educação Física podem satisfazer profissionais de diferentes gostos e objetivos? Por outro lado, o que eles devem ter em comum é o interesse pelos esportes e atividades físicas, preocupação com a saúde e o desejo de ajudar as pessoas, auxiliando-as a conquistar uma qualidade de vida e se surpreender com a própria capacidade física.

Gostou deste conteúdo? Para ver mais artigos como este e outros relacionados ao mundo acadêmico, siga as nossas redes sociais! Nós estamos no Instagram, Twitter, Youtube, Facebook e LinkedIn. Nos vemos lá!

Deixe um comentário