05-ago-2019 às 15:34

Auditoria em enfermagem: como funciona e como se capacitar?

Quando você vai a um hospital ou consultório, espera o melhor atendimento possível da equipe médica, não é mesmo? Afinal, em momentos críticos, contar com profissionais capacitados e bem preparados é essencial. Nesse contexto, um dos fatores que possibilita uma boa atuação por parte dos enfermeiros é a auditoria em enfermagem.

O objetivo desse trabalho é proporcionar a qualidade ideal dos serviços realizados pelos enfermeiros. Para isso, a auditoria avalia esses profissionais, fazendo uma comparação com os padrões aceitos na área.

Caso a equipe de enfermagem não esteja atendendo às expectativas, o auditor ajuda a identificar as falhas, define prioridades e promove melhorias. Continue lendo este post para saber mais sobre o assunto!

Qual é a importância da auditoria em enfermagem?

Todos os estabelecimentos devem fazer uma auditoria regularmente, com o objetivo de buscar um aprimoramento. Em relação à área da saúde, é importante destacar que gerir hospitais e consultórios não é uma tarefa fácil. Assim, contratar auditores não apenas auxilia num desempenho melhor dos profissionais, como também ajuda na redução de gastos.

Dessa forma, a auditoria em enfermagem consegue manter ou aumentar a qualidade de atendimento dos enfermeiros em relação aos pacientes. Além disso, existem outros importantes benefícios ao contratá-la.

Identificação de erros

Durante o dia a dia do trabalho, nem sempre é simples saber onde estão os erros que impedem as equipes de alcançar uma qualidade melhor no atendimento. No entanto, com os auditores, é possível identificar falhas estruturais, operacionais e na gestão de pessoas, afinal, eles são treinados para isso.

Portanto, a auditoria em enfermagem permite que os erros sejam corrigidos e os processos críticos sejam identificados. Assim, os auditores conseguem aplicar estratégias de curto e longo prazo para promover o progresso da equipe.

Colaboração da equipe

Para realizar a auditoria em enfermagem é importante que os profissionais estejam presentes. Dessa forma, esse acompanhamento ainda apresenta um caráter educativo, estimulando a colaboração da equipe em prol da qualidade no serviço prestado.

Por participarem ativamente, os colaboradores conseguem adotar práticas mais efetivas nas atividades diárias. Com isso, o trabalho se torna mais fluido tanto para a equipe quanto para os pacientes.

Manutenção da competitividade

Como a auditoria em enfermagem busca inserir a equipe no padrão de qualidade ideal, todo hospital ou consultório ganha. Afinal, essa é uma característica que coloca o estabelecimento em caráter competitivo frente aos concorrentes.

Mas é importante destacar que não basta fazer esse trabalho apenas uma vez, com o objetivo de aumentar a qualidade, e depois negligenciá-lo. Isso porque, para manter o padrão, é necessário continuar com um acompanhamento frequente de auditores.

Como se tornar um auditor em enfermagem?

Como foi possível perceber, a auditoria em enfermagem é uma área necessária para todos os ambientes hospitalares. Por isso, é difícil ficar parado trabalhando nela, o que gera uma interessante quantidade de demanda. Então, caso você tenha se interessado em ser um auditor, vale a pena descobrir como conseguir esse cargo.

Para trabalhar na área é necessário ser graduado em enfermagem, ter experiências na área da saúde e cursos de aperfeiçoamento. De preferência, é melhor ter uma pós-graduação, já que uma especialização em auditoria confere uma credibilidade maior ao profissional.

Aliás, é necessário destacar que, para atuar na profissão, o auditor deve seguir uma série de exigências em relação às suas características, incluindo discrição, imparcialidade, sigilo, capacitação e atualização constante. Lembrando ainda que o auditor pode ser um profissional de dentro ou de fora da organização.

Além disso, é importante ressaltar que, para seguir na profissão, você deve também escolher a modalidade de auditoria que deseja seguir. Nesse caso, existem quatro diferentes opções:

Auditoria operacional

O auditor que escolheu a área operacional atua diretamente com os profissionais. Ele observa diretamente o dia a dia da equipe, analisando os fatos e os documentos feitos durante e depois dos procedimentos médicos.

Dessa forma, verifica o prontuário do paciente internado, ajuda na liberação de materiais e medicamentos, analisa a qualidade da assistência e interage com os enfermeiros. A partir da avaliação, o auditor ainda pode indicar à equipe uma assistência alternativa para o paciente.

Auditoria preventiva

Nesse caso, os procedimentos médicos passam pela auditoria antes de ocorrer a identificação de algum erro ou falha. Aliás, a auditoria preventiva tem relação com o setor de liberação de procedimentos ou guias do plano de saúde.

Auditoria de contas

Essa modalidade está inserida na auditoria operacional, mas é importante dar um enfoque nela. A auditoria de contas faz parte do momento em que a conta é enviada para a operadora de saúde ou para o paciente.

Basicamente, o objetivo é verificar se existem irregularidades nela, negociando com mais facilidade um acordo entre as partes envolvidas. Sendo assim, o auditor de contas está envolvido com os seguintes serviços:

  • taxas do hospital;
  • procedimentos feitos;
  • exames e laudos médicos;
  • diagnósticos dos pacientes;
  • padrões das Comissões de Controle de Infecção Hospitalar;
  • materiais e medicamentos gastos de acordo com a prescrição médica nos devidos horários estipulados.

Auditoria analítica

O auditor desse tipo se baseia numa análise de relatórios e processos feitos pelas auditorias operacional e preventiva. Então, esse profissional faz uma comparação entre os indicadores gerenciais do estabelecimento analisado e os outros existentes no mercado, com o objetivo de gerir melhor os recursos da organização.

Por isso, é muito importante que, para trabalhar na auditoria analítica, o profissional tenha conhecimento sobre indicadores de saúde e de administração. Assim, é necessário também entender o uso de bancos de dados, gráficos e tabelas. Isso tudo é essencial porque ele precisa ser capaz de identificar e interpretar informações sobre planos de saúde, resolvendo os prováveis problemas nos prestadores.

Depois de ler nossas dicas, você consegue perceber que a auditoria em enfermagem é uma peça fundamental na avaliação da qualidade do serviço prestado ao paciente. Assim, o auditor consegue fazer as adequações necessárias no hospital ou consultório e promover vantagens para a gestão, a equipe e o paciente.

Gostou deste conteúdo? Então, se você já trabalha na área da saúde, compartilhe sobre as suas experiências com a auditoria e comente abaixo os pontos positivos e negativos que teve com ela!

Deixe um comentário