25-out-2019 às 17:03

Medicina 4 P e Estilo de Vida Saudável Preventiva, Preditiva, Personalizada e Participativa

O termo Medicina Funcional e Estilo de Vida saudável faz referência a uma prática clínica multiprofissional, que visa o estímulo e manutenção de hábitos de vida saudáveis e que tem como efeito a redução de doenças crônicas, tais como: problemas cardíacos, diabetes, doença pulmonar crônica e diferentes tipos de câncer. A técnica utiliza um novo […]

O termo Medicina Funcional e Estilo de Vida saudável faz referência a uma prática clínica multiprofissional, que visa o estímulo e manutenção de hábitos de vida saudáveis e que tem como efeito a redução de doenças crônicas, tais como: problemas cardíacos, diabetes, doença pulmonar crônica e diferentes tipos de câncer.

A técnica utiliza um novo conceito em suas consultas e faz o uso de métodos voltados para a Medicina Preventiva, Preditiva, Personalizada e Participativa. Saiba como funciona esse recurso:

– Medicina Preventiva: trata da saúde através de exames e em conjunto com a avaliação geral do paciente sobre os riscos de doenças ou a constatação das mesmas, atuando para eliminar ou minimizar suas consequências.

– Medicina Preditiva: utiliza os recursos médicos e tecnológicos para antecipar predisposições de doenças ao longo da vida, permitindo tratamento antecipado de eventuais doenças.

– Medicina Personalizada: é um conceito que visa tratar a saúde do paciente de maneira exclusiva, levando em conta todo seu histórico e analisando cada caso individualmente.

– Medicina Participativa: pressupõe que o paciente tenha um papel ativo nas decisões acerca de seu tratamento, com base no conhecimento de sua condição médica, dos tratamentos disponíveis e, principalmente, por meio da automonitorização dos sintomas e da comunicação aberta com o médico, e com a equipe de profissionais de saúde envolvidos em seu tratamento.

A mudança no estilo de vida com a adoção de hábitos saudáveis aumenta a expectativa de vida de 6 a 10 anos. Além da melhora na qualidade de vida, há também prevenção de doenças crônicas e alguns tipos de câncer, tais como o de próstata e o de mama.

Assim, a Medicina Funcional e de Estilo de Vida habilita os pacientes a adotarem um estilo de vida saudável, promovendo longevidade e maior qualidade de vida, representando a base para a promoção de saúde e bem-estar. É por este motivo que esse novo mecanismo terapêutico tem sido muito eficaz e vem sendo muito procurado pelos pacientes.

Mas como tornar-se um especialista nesta área?

A Faculdade Inspirar é o lugar certo para você que quer atuar com a Medicina 4P. Oferece um curso denominado “Medicina Funcional e Estilo de vida Saudável – quebrando paradigmas e aumentando a longevidade”, que tem como objetivo apresentar conceitos atualizados da prática médica com foco na precaução de doenças, e em como tornar mais saudável o estilo de vida do paciente.

O método ensinado durante as aulas propõe tratar não só a doença, mas o paciente como um todo. Utilizando os hábitos como principal mecanismo para prevenir, tratar e até reverter doenças crônicas relacionadas ao estilo de vida.

Durante o curso serão abordados assuntos sobre como resgatar a medicina da saúde, em meio às abordagens hoje mais frequentes. Bem como: estresse oxidativo e suas repercussões no organismo e o importante papel da atividade física na manutenção da qualidade física e mental.

Para se inscrever e saber mais sobre o curso acesse: http://bit.ly/2VZDI49

25-out-2019 às 17:03

Distúrbios do Sono e a Atuação da Fisioterapia

Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é o nome dado à apneia do sono, que é uma doença crônica e evolutiva caracterizada pela obstrução parcial ou total das vias respiratórias, causando paradas repetidas e temporárias de respiração. A apneia pode ocorrer por vários fatores: os músculos da garganta e língua relaxam mais do que […]

Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é o nome dado à apneia do sono, que é uma doença crônica e evolutiva caracterizada pela obstrução parcial ou total das vias respiratórias, causando paradas repetidas e temporárias de respiração.

A apneia pode ocorrer por vários fatores: os músculos da garganta e língua relaxam mais do que o normal; as amídalas e adenoides são grandes; a pessoa está acima do peso; ou o formato da cabeça e pescoço diminui o espaço para passagem de ar na boca e garganta.

Entre os principais sintomas da SAOS estão ronco e sonolência diurna. Outros sintomas são: acordar com sensação de sufocamento, ofegante, com dor no peito ou desconforto, confuso ou com dor de cabeça; sentir boca seca ou dor de garganta pela manhã; alterações na personalidade; dificuldade de concentração; impotência sexual e irritabilidade.

A apneia do sono, assim como outros distúrbios, diminui o tempo de vida do paciente e interfere nas fases do sono, que prejudicam o controle rítmico das variáveis fisiológicas, que afetam diretamente a saúde em geral. E está associada ao aumento do risco de hipertensão, insuficiência e arritmia cardíacas, derrame e diabetes.

Fisioterapia no tratamento da Apneia do Sono

A função da Fisioterapia na Apneia é oferecer suporte ventilatório mecânico não invasivo domiciliar, adequado para cada caso, além de manter as vias aéreas permeáveis, impedindo a obstrução das mesmas, principalmente na fase inspiratória.

O fisioterapeuta respiratório tem cada vez mais espaço na condução do tratamento da SAOS sendo o profissional mais indicado para adaptar o paciente à introdução do aparelho de pressão positiva nas vias respiratórias (PAP).

Dentro do mercado de trabalho, o fisioterapeuta com o devido treinamento na área de medicina do sono pode trabalhar no laboratório do sono ou em clínicas do sono.

Quando habilitado, esse profissional pode atuar na execução de exames, titulação manual da pressão de tratamento e titulação domiciliar da PAP, acompanhamento de pacientes em uso de terapia, e até o gerenciamento do próprio laboratório ou clínica com instalação e manutenção de equipamentos de registro.

Curso de Fisioterapia em Apneia Obstrutiva do Sono

A Faculdade Inspirar oferece esse curso aos profissionais da Fisioterapia que estejam dispostos a atuar na área dos distúrbios do sono.

Durante as aulas serão debatidos assuntos sobre como a alteração dos ritmos biológicos e a apneia do sono interferem na saúde e qualidade de vida de pessoas diagnosticadas com o problema.

“O curso que tem como objetivo preparar o profissional graduado em fisioterapia para atuar nos distúrbios respiratórios do sono, com enfoque na fisiopatologia, repercussões em diversos sistemas, tratamento fisioterapêutico e critérios diagnósticos por meio da monitorização portátil e questionários validados no Brasil, quanto a avaliação da qualidade do sono e risco de Apneia Obstrutiva do Sono”, afirma a professora do curso Luciana Castilho.

A formação tem o propósito de ampliar conhecimentos teóricos e práticos na área de sono para que exerçam sua função de forma qualificada nos distúrbios respiratórios. Além disso, visa oferecer ao estudante ou profissional a possibilidade de ampliar seus conhecimentos técnicos na área da terapia respiratória.

Para mais informações acesse: http://bit.ly/2LW9lZ0