15-ago-2019 às 17:05

Educação à Distância

 

O que sua empresa ganha com isso?

São muitas as vantagens da educação à distância – e empresas que desejam incorporar um novo programa de treinamento devem ter isso em mente se quiserem estar alinhadas com as novas tendências. Crescer e manter eficiência são objetivos extremamente importantes atualmente, e muitas organizações estão se voltando para a EaD a fim de economizar dinheiro e tempo, mas sem perder a qualidade.

1. Redução de custos

Um sistema de treinamento online reduz custos que normalmente seriam associados ao treinamento em sala de aula, incluindo viagens, materiais didáticos e locais de reunião. As plataformas de treinamento online permitem atualizar planos de aula de maneira rápida e fácil, além da economia nos custos com impressão.

2.Desempenho e produtividade

O treinamento online permite que funcionários aprendam rapidamente sobre novos processos. Com os sistemas de gerenciamento de treinamento, os funcionários podem participar de seus cursos a qualquer momento, inclusive em casa ou durante o tempo de inatividade no trabalho, para que o aprendizado não tenha que entrar em conflito com outras tarefas importantes.

3. Flexibilidade

Uma das principais vantagens é que os funcionários podem participar de cursos online de qualquer lugar, basta uma conexão com a Internet. Além disso, reunir a equipe inteira de funcionários em um só lugar nunca é fácil ou eficiente. O aprendizado online oferece aos funcionários mais flexibilidade para concluir importantes treinamentos.

4. Feedback oportuno

Os funcionários podem obter feedback em tempo real durante um curso de treinamento online. E como tudo está conectado, o gerenciamento também pode obter análises atualizadas sobre o desempenho dos cursos e acompanhar o progresso de cada colaborador.

5. Acesso fácil à informação

O treinamento online ajuda a tirar o papel da jogada por completo. Os materiais são armazenados virtualmente, para que os funcionários possam acessar recursos importantes sempre que necessário.

6. Retenção de aprendizado

As empresas de aprendizagem online têm a oportunidade de criar cursos de treinamento divertidos e envolventes por meio do uso de vídeos, slides interativos e jogos. Esses cursos levam a melhores resultados, ajudando os colaboradores a reterem mais das informações aprendidas.

7. Experiência de treinamento personalizada

O treinamento digital permite que cada aluno controle o ritmo do curso. Os usuários também podem fazer o curso em um ambiente mais propício ao seu estilo de aprendizado. A educação à distância ajuda as empresas a criar uma experiência de treinamento mais eficiente e de melhor qualidade para os funcionários, com um custo mais acessível. Quando os colaboradores ficam mais empolgados com o treinamento, o envolvimento deles é transferido para o restante de seu trabalho e, quando esse envolvimento é multiplicado por departamentos inteiros, o resultado final é afetado de forma positiva.

Deixe um comentário

15-ago-2019 às 13:46

Qual a importância de montar uma equipe multidisciplinar na saúde?

Se antes o método unidirecional era o mais utilizado na área da saúde, atualmente foi constatado que a abordagem multidisciplinar apresenta avanços significativos para o quadro do paciente. Portanto, isso significa unir profissionais de diferentes vertentes para que possam trabalhar em conjunto, cada um em sua respectiva função.

No entanto, para que funcione de forma eficiente, é necessário estabelecer os objetivos, as especialidades e a quantidade de profissionais que participarão do time. Além disso, entender como funciona, qual a importância e como montar uma equipe multidisciplinar também são aspectos fundamentais.

Ficou interessado no assunto? Então, continue lendo este artigo. Apresentaremos as principais informações a seguir!

O que é e como funciona uma equipe multidisciplinar na saúde?

Formada por profissionais de diferentes áreas, a equipe multidisciplinar na saúde trabalha em busca de um único objetivo. Para alcançá-lo, essas pessoas se inter-relacionam e promovem um tratamento diferenciado, enxergando o paciente como um todo e proporcionando um atendimento humanizado. Assim, o quadro clínico é visto de uma forma mais ampla, possibilitando que o cuidado seja verdadeiramente resolutivo.

Basicamente a equipe é composta de fisioterapeutas, médicos, enfermeiros, nutricionistas, fonoaudiólogos e outros especialistas que o estabelecimento médico julgar necessário. Dessa forma, todos eles decidem, em conjunto, o principal objetivo destinado ao paciente que está sendo tratado (que pode ser comer ou andar sozinho, por exemplo).

Então, para que a equipe multidisciplinar na saúde possa funcionar da forma correta, cada profissional vai atuar de acordo com a sua formação em relação ao caso, sem interferir diretamente na responsabilidade e tarefa do outro.

Como exemplo temos: o enfermeiro aplica as injeções, o fisioterapeuta oferece exercícios de fortalecimento, o médico receita medicamentos, o nutricionista monta uma dieta e o fonoaudiólogo cuida da parte da boca e da mastigação.

Qual é a importância de uma equipe multidisciplinar na saúde?

Com o objetivo de aumentar a eficácia e a qualidade relacionadas ao cuidado na área da saúde, existe uma constante evolução tanto tecnológica quanto científica nesse campo. Os estudos estão em contínuo progresso, mostrando que a abordagem unidirecional do paciente se mostra limitante. Assim, a equipe multidisciplinar na saúde chega para solucionar esse problema.

Existem diversos fatores relacionados ao quadro clínico do paciente, sendo necessário ter uma visão integral do caso por meio da união de atuação de diversos profissionais da área da saúde. Como consequência, a presença de uma equipe multidisciplinar traz muitos benefícios. Veja alguns deles:

Ajuda a solucionar casos simples e complexos

Por ter a atuação voltada para as necessidades do pacientes, a equipe é capaz de cuidar daqueles com diferentes níveis de complexidade. Assim, após verificarem e diagnosticarem as necessidades que eles apresentam, os profissionais da saúde se reúnem em busca da recuperação e bem-estar de quem está sendo tratado, independentemente da gravidade.

Oferece conforto e segurança aos pacientes

Quando trabalham em conjunto, os profissionais conseguem oferecer mais conforto para o paciente, possibilitando também que ele fique menos tempo internado. Em geral, as equipes conseguem elaborar um tratamento melhor e mais completo para quem está sob cuidados.

Como esse tipo de equipe impacta na gestão?

Como foi possível perceber, os estabelecimentos que operam com a equipe multidisciplinar na saúde visam melhorar a comunicação entre os profissionais e unir pessoas em busca de um propósito, que varia de acordo com cada caso específico. Sendo assim, esse time tem uma comunicação bem próxima e consegue trocar informações, tornando-se fundamental para a aceleração da melhora do quadro referente ao paciente tratado.

Em comparação com profissionais que trabalham de forma individual, a equipe se mostra como um projeto mais coeso e não desconexo em relação às funções de cada um. Dessa forma, é possível, inclusive, optar pela autogestão, em que cada especialista tem a sua autonomia dentro do trabalho.

Já em outros casos torna-se mais interessante ter alguém para definir o papel de cada um dentro da equipe e do quadro clínico do paciente. Mas, ainda assim, não é necessário que todas as questões sobre o caso sejam decididas em conjunto.

Para apresentar uma gestão eficiente, é essencial que toda a equipe tenha reuniões clínicas frequentes, apontando os resultados, os pontos que necessitam de melhoria e quais aspectos não precisam ser modificados. Para isso, vale a pena investir em programas cujo foco é a capacitação desses profissionais.

Como montar uma equipe?

Até aqui, você já percebeu que não faltam motivos para montar uma equipe multidisciplinar, não é mesmo? Por outro lado, para criar um time verdadeiramente capacitado para trabalhar junto é importante estabelecer alguns critérios, como:

  • objetivo: primeiramente, é necessário definir de forma clara qual é o objetivo ao criar uma equipe multidisciplinar em saúde;
  • especialidades: após a seleção dos objetivos que tem com a criação do time, é importante escolher as especialidades que devem trabalhar em conjunto. Além disso, é necessário estabelecer as habilidades e competências desejadas nessas pessoas, tanto emocionais quanto técnicas.
  • profissionais: para montar o time ideal, contratar os profissionais certos é um dos principais passos para o sucesso. Nesse caso, é recomendável escolher pessoas diferentes entre si, mas que tenham objetivos em comum;
  • tamanho: em geral, recomenda-se que a equipe tenha até 9 integrantes, para que assim a comunicação próxima não seja perdida;
  • papel: após montar a equipe, cada profissional deve entender com clareza qual é o seu papel dentro do trabalho, para que não haja desentendimentos ou confusões;
  • facilitador: trabalho em equipe sempre pode causar estresse, não é mesmo? Por isso, é importante escolher uma pessoa que aja como facilitadora em casos difíceis, para que assim o time se mantenha coeso mesmo nos tempos mais obscuros.

Percebeu como a presença da equipe multidisciplinar na saúde é importante no cuidado com os pacientes? Além disso, como você pode ver, não é muito complexo montar um grupo de trabalho com esse foco. Essa modalidade de trabalho só tende a crescer nos estabelecimentos médicos.

Se você gostou deste conteúdo, compartilhe-o nas suas redes sociais! Assim, os seus amigos e contatos também podem aprender mais sobre os diferentes métodos de cuidado na área da saúde.

Deixe um comentário

05-ago-2019 às 15:34

Auditoria em enfermagem: como funciona e como se capacitar?

Quando você vai a um hospital ou consultório, espera o melhor atendimento possível da equipe médica, não é mesmo? Afinal, em momentos críticos, contar com profissionais capacitados e bem preparados é essencial. Nesse contexto, um dos fatores que possibilita uma boa atuação por parte dos enfermeiros é a auditoria em enfermagem.

O objetivo desse trabalho é proporcionar a qualidade ideal dos serviços realizados pelos enfermeiros. Para isso, a auditoria avalia esses profissionais, fazendo uma comparação com os padrões aceitos na área.

Caso a equipe de enfermagem não esteja atendendo às expectativas, o auditor ajuda a identificar as falhas, define prioridades e promove melhorias. Continue lendo este post para saber mais sobre o assunto!

Qual é a importância da auditoria em enfermagem?

Todos os estabelecimentos devem fazer uma auditoria regularmente, com o objetivo de buscar um aprimoramento. Em relação à área da saúde, é importante destacar que gerir hospitais e consultórios não é uma tarefa fácil. Assim, contratar auditores não apenas auxilia num desempenho melhor dos profissionais, como também ajuda na redução de gastos.

Dessa forma, a auditoria em enfermagem consegue manter ou aumentar a qualidade de atendimento dos enfermeiros em relação aos pacientes. Além disso, existem outros importantes benefícios ao contratá-la.

Identificação de erros

Durante o dia a dia do trabalho, nem sempre é simples saber onde estão os erros que impedem as equipes de alcançar uma qualidade melhor no atendimento. No entanto, com os auditores, é possível identificar falhas estruturais, operacionais e na gestão de pessoas, afinal, eles são treinados para isso.

Portanto, a auditoria em enfermagem permite que os erros sejam corrigidos e os processos críticos sejam identificados. Assim, os auditores conseguem aplicar estratégias de curto e longo prazo para promover o progresso da equipe.

Colaboração da equipe

Para realizar a auditoria em enfermagem é importante que os profissionais estejam presentes. Dessa forma, esse acompanhamento ainda apresenta um caráter educativo, estimulando a colaboração da equipe em prol da qualidade no serviço prestado.

Por participarem ativamente, os colaboradores conseguem adotar práticas mais efetivas nas atividades diárias. Com isso, o trabalho se torna mais fluido tanto para a equipe quanto para os pacientes.

Manutenção da competitividade

Como a auditoria em enfermagem busca inserir a equipe no padrão de qualidade ideal, todo hospital ou consultório ganha. Afinal, essa é uma característica que coloca o estabelecimento em caráter competitivo frente aos concorrentes.

Mas é importante destacar que não basta fazer esse trabalho apenas uma vez, com o objetivo de aumentar a qualidade, e depois negligenciá-lo. Isso porque, para manter o padrão, é necessário continuar com um acompanhamento frequente de auditores.

Como se tornar um auditor em enfermagem?

Como foi possível perceber, a auditoria em enfermagem é uma área necessária para todos os ambientes hospitalares. Por isso, é difícil ficar parado trabalhando nela, o que gera uma interessante quantidade de demanda. Então, caso você tenha se interessado em ser um auditor, vale a pena descobrir como conseguir esse cargo.

Para trabalhar na área é necessário ser graduado em enfermagem, ter experiências na área da saúde e cursos de aperfeiçoamento. De preferência, é melhor ter uma pós-graduação, já que uma especialização em auditoria confere uma credibilidade maior ao profissional.

Aliás, é necessário destacar que, para atuar na profissão, o auditor deve seguir uma série de exigências em relação às suas características, incluindo discrição, imparcialidade, sigilo, capacitação e atualização constante. Lembrando ainda que o auditor pode ser um profissional de dentro ou de fora da organização.

Além disso, é importante ressaltar que, para seguir na profissão, você deve também escolher a modalidade de auditoria que deseja seguir. Nesse caso, existem quatro diferentes opções:

Auditoria operacional

O auditor que escolheu a área operacional atua diretamente com os profissionais. Ele observa diretamente o dia a dia da equipe, analisando os fatos e os documentos feitos durante e depois dos procedimentos médicos.

Dessa forma, verifica o prontuário do paciente internado, ajuda na liberação de materiais e medicamentos, analisa a qualidade da assistência e interage com os enfermeiros. A partir da avaliação, o auditor ainda pode indicar à equipe uma assistência alternativa para o paciente.

Auditoria preventiva

Nesse caso, os procedimentos médicos passam pela auditoria antes de ocorrer a identificação de algum erro ou falha. Aliás, a auditoria preventiva tem relação com o setor de liberação de procedimentos ou guias do plano de saúde.

Auditoria de contas

Essa modalidade está inserida na auditoria operacional, mas é importante dar um enfoque nela. A auditoria de contas faz parte do momento em que a conta é enviada para a operadora de saúde ou para o paciente.

Basicamente, o objetivo é verificar se existem irregularidades nela, negociando com mais facilidade um acordo entre as partes envolvidas. Sendo assim, o auditor de contas está envolvido com os seguintes serviços:

  • taxas do hospital;
  • procedimentos feitos;
  • exames e laudos médicos;
  • diagnósticos dos pacientes;
  • padrões das Comissões de Controle de Infecção Hospitalar;
  • materiais e medicamentos gastos de acordo com a prescrição médica nos devidos horários estipulados.

Auditoria analítica

O auditor desse tipo se baseia numa análise de relatórios e processos feitos pelas auditorias operacional e preventiva. Então, esse profissional faz uma comparação entre os indicadores gerenciais do estabelecimento analisado e os outros existentes no mercado, com o objetivo de gerir melhor os recursos da organização.

Por isso, é muito importante que, para trabalhar na auditoria analítica, o profissional tenha conhecimento sobre indicadores de saúde e de administração. Assim, é necessário também entender o uso de bancos de dados, gráficos e tabelas. Isso tudo é essencial porque ele precisa ser capaz de identificar e interpretar informações sobre planos de saúde, resolvendo os prováveis problemas nos prestadores.

Depois de ler nossas dicas, você consegue perceber que a auditoria em enfermagem é uma peça fundamental na avaliação da qualidade do serviço prestado ao paciente. Assim, o auditor consegue fazer as adequações necessárias no hospital ou consultório e promover vantagens para a gestão, a equipe e o paciente.

Gostou deste conteúdo? Então, se você já trabalha na área da saúde, compartilhe sobre as suas experiências com a auditoria e comente abaixo os pontos positivos e negativos que teve com ela!

Deixe um comentário