FISIOTERAPIA E AUTISMO: CORPO, MOVIMENTO, SOCIALIZAÇÃO E INCLUSÃO

Os Transtornos do Espectro do Autismo (TEA) referem-se a um grupo de transtornos caracterizados por um espectro compartilhado de prejuízos qualitativos na interação social, associados a comportamentos repetitivos e interesses restritos pronunciados. Os TEAs apresentam uma ampla gama de severidade e prejuízos, sendo frequentemente a causa de deficiência grave, representando um grande problema de saúde pública. Há uma grande heterogeneidade na apresentação fenotípica do TEA, tanto com relação à configuração e severidade dos sintomas comportamentais.
Um novo levantamento feito pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, constatou que a incidência de autismo entre as crianças aumentou: agora 1 em 45 estão dentro do transtorno do espectro autista (o que representa cerca de 2,25%). Entre 2011 e 2013, essa taxa era apenas de 1 a cada 80 e, em 2008, 1 em cada 100.
A atual dificuldade de identificação de subgrupos de TEA que poderiam direcionar tratamentos e viabilizar melhores prognósticos, dificultam progressos no desenvolvimento de novas abordagens de tratamento destes pacientes.
O profissional de fisioterapia atua diretamente em funções determinantes para a vida da criança e adolescente com autismo; e até mesmo adultos. É importante ressaltar que quanto antes o tratamento iniciar, maiores são as chances de uma evolução bem-sucedida existir. No caso das habilidades motoras, o fisioterapeuta atua em funções básicas, como andar, sentar, ficar de pé, jogar, rolar, tocar objetos, engatinhar e a se locomover de maneira geral, pré requisitos fundamentais para a melhoria da socialização e consequentemente da inclusão, tanto escolar como social.
O curso tem como objetivo refletir formas de facilitar o trabalho do fisioterapeuta ao contato e atendimento ao paciente autista, seja ele criança, adolescente ou adulto, bem como analisar de maneira crítica a função do corpo e movimento na socialização e inclusão do individuo com autismo. Será exposto de maneira prática a otimização de recursoa de baixo custo para os atendimentos e será vivenciado junto aos pais uma roda de conversa para uma imersão no real cotiadino e nas princiapis dificuldades enfrentadas por eles, roda mediada pelo ministrante do curso com orientação de abordagens e possíveis soluções.

Disponível nas Unidades

Clique sobre a cidade para obter mais informações sobre o curso.